“200 anos de Independência: lições da história para a construção do amanhã”


Release

Mais de 1.700 escolas participaram do Jovem Senador 2022

O Jovem Senador recebeu na edição deste ano 1.762 redações selecionadas no Concurso de Redação do Senado Federal por escolas da rede pública de ensino em todo o Brasil. Os participantes tiveram até o dia 25 de março para produzir um texto sobre o tema “200 anos de Independência: lições da história para a construção do amanhã”. Em estados como Pará e Tocantins, o número de escolas participantes chegou a crescer mais de 120% em relação à 2019, ano da última realização do concurso. 

Na primeira fase de seleção, as secretarias de Educação escolhem as três melhores redações de seus estados. Na segunda etapa, uma comissão julgadora formada por servidores do Senado seleciona as 27, uma de cada estado da Federação e do Distrito Federal. Os autores dos textos vencedores viajam para Brasília, onde vivenciarão, no período de 27 de junho a 1 de julho, o processo de discussão e elaboração das leis do país. 

Para Antônio Carlos Lopes Burity, coordenador do Jovem Senador em Brasília, a edição deste ano reforça a relevância do programa junto ao interesse da comunidade escolar por iniciativas que estimulem os estudantes a buscarem conhecimento e reflexão sobre temas debatidos pela sociedade.

— Mesmo após dois anos sem a realização do concurso de redação por conta da pandemia, pudemos perceber que o empenho dos estudantes e professores que acompanham o programa durante esse período se manteve em alta e o reflexo disso pode ser constatado no interesse crescente pelo Jovem Senador nas escolas — ressalta

Burity acredita ainda que a credibilidade conquistada pelo Jovem Senador ao longo dos anos aumenta a responsabilidade de fazer com que o programa possa se converter, cada vez mais, em uma experiência enriquecedora na vida dos jovens brasileiros.

— Boa parte desse excelente desempenho já era esperado porque sabemos que os estudantes que acompanham o Jovem Senador são sempre muito dedicados e costumam ter uma postura ativa em relação às oportunidades de desenvolvimento acadêmico que surgem ao longo da vida estudantil. O Jovem Senador certamente está no radar de muitos deles. Isso é motivo de muito orgulho para nós que fazemos o Jovem Senador, mas também nos leva a dobrar o sentimento de responsabilidade perante esse público — afirma.

Este ano, pela primeira vez o Jovem Senador será inteiramente realizado no primeiro semestre para evitar que as datas coincidam com o Enem ou outros exames aplicados para ingresso nas universidades de todo o país.

IMPRIMIR | E-MAIL Compartilhar: Facebook | Twitter | Google+ | Pinterest