Cidadão que acompanha o orçamento público dá valor ao Brasil


Release

Jovens querem debater cada vez mais os problemas da sociedade


A política está cada vez mais inserida no cotidiano dos brasileiros. Discussões, muitas vezes acaloradas, povoam a internet dia e noite. Em uma época em que as redes sociais refletem cada vez mais o que acontece na “vida real”, os jovens se deparam com uma quantidade gigantesca de informações e notícias sobre os rumos do país. Esses adolescentes estão inseridos em comunidades tão diversa quanto as que compõem os seus perfis nas mídias sociais. Mas como eles enxergam a sua inserção na política? Quanto o engajamento digital, tão perseguido pelos “influenciadores”, pode interferir nas escolhas ideológicas destes jovens? Para falar sobre o assunto, cinco estudantes contam como enfrentam o desafio de encarar e se posicionar sobre os mais diversos assuntos da política nacional.

Para a estudante Camila Folieni, representante de São Paulo no Jovem Senador deste ano, a participação política dos jovens em sociedade deve ser atuante e ter grande espaço nas decisões públicas. Para que isso aconteça, ela aponta o que é necessário: “deve haver um grande incentivo por parte do Estado e das escolas por meio de projetos como o Jovem Senador, que é uma grande iniciativa. Pois, como todos dizem, os jovens são o futuro do país, e assim, é muito importante a participação política desde cedo”, acrescenta.

Ativa e efetiva, assim deve ser o envolvimento da juventude com a política na opinião da jovem senadora Caroline Silva Ribeiro, do Amapá. Ela acredita que “a partir do momento que o jovem enxergar a política como um instrumento essencial para a construção democrática e reconhecer os seus benefícios para a sociedade, entenderá também a importância de participar e acompanhar os processos de interesse público”.

A estudante do Distrito Federal Suzanny Dias Kuhlmann ressalta que a participação dos jovens em sociedade se dá pela informação. Para ela: “o conhecimento dos candidatos e suas propostas, do funcionamento do orçamento público e de diferentes órgãos do governo é crucial para uma participação efetiva que vise ao progresso do país”. Nesta reportagem da TV Senado, Suzanny comenta como foi participar do concurso de redação que a classificou entre os vencedores do Jovem Senador 2019.

A estudante Elda Chaves de Macedo, que vai representar Tocantins no Jovem Senador 2019, acredita na informação e no estudo como os pilares fundamentais para a melhor integração política dos jovens na sociedade. A estudante identifica que “a falta de conhecimento sobre a Constituição brasileira é um dos fatores que dificultam o exercício da cidadania pelos jovens”.

Na opinião da jovem senadora de Goiás, Jamily Kelly A. Souza Silva, os estudantes devem identificar os problemas de suas comunidades e procurar agir de maneira proativa para resolvê-los: “deve ser uma participação ativa, não apenas criticando, mas oferecendo soluções viáveis e propostas realistas para o desenvolvimento do nosso país”, defende. Como exemplo dessa forma de integração social e política, a estudante cita a questão ambiental e sugere ações nesse sentido: “aliar o financiamento imobiliário à preservação é uma forma de potencializar estas ações”, explica.

IMPRIMIR | E-MAIL Compartilhar: Facebook | Twitter | Google+ | Pinterest

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11