Cidadão que acompanha o orçamento público dá valor ao Brasil


Release

Senado conclui envio dos kits de divulgação do Jovem Senador 2019 para as escolas

Ao todo, 22.761 kits foram montados e enviados para as escolas estaduais de ensino médio e secretarias estaduais de Educação do País

Os kits de divulgação do Jovem Senador 2019 já estão a caminho das 21.231 escolas públicas estaduais de todo o país aptas a participar. Os kits contam com o regulamento do Concurso de Redação, a ficha de inscrição, a folha de redação, o check list de entrega, a compilação das redações e projetos de 2018 e cartazes do projeto e de ações institucionais parceiras. Eles foram enviados pelos Correios e a estimativa é de que sejam entregues a partir de meados de junho.  Desde o lançamento desta edição, no final de abril, todo o material dos kits pode ser acessado no site do projeto em www.senado.leg.br/jovemsenador. As inscrições ficam abertas até 16 de agosto e a ficha de inscrição e folha de redação também estão disponíveis no site para impressão.

- As escolas poderão divulgar o concurso de redação do Senado ainda antes das férias de julho,  poderão provocar a reflexão sobre o tema Cidadão que acompanha o orçamento público dá valor ao Brasil e terão algumas semanas para trabalhar o tema até agosto, quando devem enviar as redações. – acredita Herivelto Ferreira, coordenador de Gestão de Eventos do Senado, área responsável pela organização do Jovem Senador.

O envio geralmente é feito via mala direta, quando a correspondência padronizada segue diretamente para as escolas. Quando os coordenadores do projeto no estado solicitam que os kits sejam enviados para as regionais ou para as Seducs, para que esses órgãos intermedeiem a entrega às escolas, os kits seguem via encomenda. A opção da entrega intermediada é, muitas vezes, necessária, a fim de garantir o recebimento dos materiais nas comunidades indígenas, quilombolas ou escolas das zonas rurais.

Envio sob medida

Os estados de Alagoas, Paraná, Rio Grande do Sul e Rondônia optaram por receber todos os kits via encomenda, para personalizarem a entrega. Acre, Mato Grosso e Roraima optaram por um recebimento híbrido, parte segue diretamente para as escolas, parte terá a entrega intermediada. Além das escolas, também receberão os kits do Jovem Senador as Secretarias de Educação, parceiros e apoiadores do projeto. Ao todo são 22.761 kits montados e enviados.

O envio dos kits é planejado e realizado para atingir com a maior eficiência possível a totalidade das escolas que podem participar do projeto. A envelopagem dos kits e montagem das encomendas é a fase final de um processo que teve início em janeiro, quando começaram a ser produzidos e impressos os materiais para o envio. Além das muitas revisões, provas e teste de materiais é necessário também o cuidado com os endereços para o envio.

A lista das escolas públicas estaduais de todo o Brasil é compilada e revisada anualmente pelo INEP - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, vinculado ao Ministério da Educação - MEC. A base de dados higienizada, como eles mesmos a chamam, é disponibilizada ao Senado Federal, parte da parceria entre os dois órgãos. A equipe do Jovem Senador encaminha a lista de cada unidade da Federação para os coordenadores do projeto nos estados para que possam confirmar os dados e definir a melhor forma de envio, conforme cada realidade.

Com os dados confirmados são produzidas aproximadamente 23 mil etiquetas, providenciado o transporte de todos os itens impressos para o galpão de montagem e dá-se início ao trabalho de montagem e envio, que dura cerca de uma semana.

Sobre o Jovem Senador

O Jovem Senador é um projeto do Senado Federal, existente no seu formato atual desde 2011, que proporciona vivência parlamentar para alunos do ensino médio da rede pública estadual de até 19 anos. Anualmente são selecionados 27 alunos, um de cada unidade da Federação, para representar seu estado em um mandato de uma semana em Brasília. A seleção é feita por meio de uma redação, que deve ser produzida na escola com a orientação de um professor. O professor orientador da redação vencedora também ganha uma viagem a Brasília para conhecer de perto o parlamento e acompanhar a jornada legislativa do seu aluno.

No intuito de envolver a comunidade escolar e proporcionar a reflexão sobre o tema anual, a equipe organizadora do projeto propõe que o tema seja trabalhado em sala de aula e uma redação, que segue os mesmos moldes do ENEM, seja feita como parte dos estudos. Depois de produzidas, a escola deve escolher o texto que representará a unidade de ensino.  Somente uma redação por escola pode ser inscrita. A inscrição é efetivada na entrega da redação e documentos necessários nas secretarias de Educação dos estados e do Distrito Federal. Veja aqui as informações para envio.

SERVIÇO

IMPRIMIR | E-MAIL Compartilhar: Facebook | Twitter | Google+ | Pinterest

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11