Adolescência e o despertar para o exercício da cidadania


Release

Jovem Senador recebe o apoio da Câmara Municipal de Araras, em São Paulo

Resolução que incentiva a participação dos alunos no concurso foi aprovada por unanimidade pelos vereadores do município paulista.

O Jovem Senador recebeu neste mês o apoio da Câmara Municipal de Araras, em São Paulo, onde foi aprovada a Resolução nº11, de 2 de setembro de 2014, de autoria do vereador Breno Zanoni Cortella, em que os alunos do ensino médio de escolas públicas receberão um incentivo a mais para participar do concurso anual de redações promovido pelo Senado Federal. De acordo com a resolução já em vigor, aprovada por unanimidade pelos vereadores de Araras, o legislativo municipal poderá apoiar e promover o Jovem Senador por meio de ações de divulgação, da publicação das melhores redações e da premiação de escolas e alunos participantes.

O objetivo é incentivar os estudantes de Araras a se inscreverem no Jovem Senador e estimular os hábitos de leitura e redação dos jovens do município. Entre as possíveis premiações previstas na resolução da Câmara Municipal estão promoção de atividades culturais ou educativas e de viagens. Os contemplados poderão ser tanto os autores das redações quanto as escolas.

No município de Araras, também é desenvolvido o projeto Câmara Jovem, em que alunos do 1º ao 3º ano do ensino médio participam de simulações da Câmara Municipal e atuam como vereadores em sessões legislativas e na elaboração de propostas de lei. Os alunos participantes são indicados pelas escolas de origem, tanto públicas quanto privadas, por meio de processo seletivo das próprias instituições de ensino.

Para participar doJovem Senador, o estudante tem de ter até 19 anos e estar matriculado no ensino médio de escolas públicas de qualquer unidade da Federação. As instituições de ensino são convidadas a promover um concurso de redação interno entre os alunos inscritos. A cada ano é proposto um tema diferente para o texto a ser elaborado. O tema deste ano é “Se eu fosse senador...”.

A melhor redação, segundo avaliação da escola, é enviada à secretaria de Educação estadual ou do Distrito Federal, que seleciona uma para enviar ao Senado. Os autores das 27 melhores redações – uma por unidade da Federação – serão automaticamente selecionados para vivenciar, em Brasília, o processo de discussão e elaboração das leis do país, simulando a atuação dos Senadores da República. Outros prêmios também estão previstos para alunos e escolas.

 

Serviço

IMPRIMIR | E-MAIL Compartilhar: Facebook | Twitter | Google+ | Pinterest

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 0 61 2211