“200 anos de Independência: lições da história para a construção do amanhã”


Externa

Vencedores do Jovem Senador vêm a Brasília e atuam no Plenário do Senado

Agência Senado

Conhecer a capital do país, acompanhar o funcionamento do Poder Legislativo e o processo de elaboração das leis no país são algumas das razões que levam estudantes de todo o Brasil a participar do Jovem Senador. Na Semana de Vivência Legislativa, prevista para acontecer entre 26 de junho e 1º de julho, os vencedores do concurso de redação nos 26 estados e no Distrito Federal atuam como senadores da República em Brasília. No Senado, eles debatem, argumentam e têm a oportunidade de negociar politicamente em busca de consenso para as propostas que apresentam — que podem virar leis se aprovadas pela Comissão de Direitos Humanos (CDH).

Além da viagem — com passagem aérea, hospedagem, alimentação e locomoção incluídos — os jovens senadores e senadoras ganham um notebook como prêmio.

Para Sanna Abigail de Jesus Mello, de Serra (ES), que foi jovem senadora em 2019, a experiência em Brasília foi marcante.

— Foi de grande aprendizado na minha vida porque, durante a Semana de Vivência Legislativa, a minha visão sobre a vida política dentro do Congresso Nacional foi expandida. O Jovem Senador propõe diversas atividades para que nós alunos possamos entender da melhor maneira como acontece a criação das leis no nosso país — afirmou.

Com o notebook que recebeu no concurso, Sanna, que hoje cursa serviço social na Universidade Federal do Espírito Santo, pôde acompanhar as aulas a distância durante a pandemia de covid-19.

— Com o aumento de atividades remotas, o notebook foi um grande aliado, pois, até então, o computador que eu tinha na minha casa era usado por todos — ressaltou.

Laila Cristina de Paiva Soares, que também foi jovem senadora em 2019 e atualmente cursa direito em Mossoró (RN), ressalta a importância de ter ganhado o equipamento para a sua vida estudantil.

— O notebook é uma peça fundamental nos meus estudos e me ajudou muito na preparação para o Enem. Hoje, já na faculdade, ele me dá um suporte muito grande — afirmou.

Já formada em pedagogia, Millena Wanessa do Amaral Santos, de São Pedro da Aldeia (RJ), afirma que a atuação como jovem senadora em 2015 foi um dos momentos mais marcantes da vida.

— Elaborar projetos de lei, conhecer outros jovens incríveis, estar com toda uma equipe disposta a nos ensinar e motivar foi inspirador. Tenho muita gratidão por toda a experiência, a viagem, os cuidados conosco e a aprendizagem. Conhecer amigos que tenho o prazer de manter contato até hoje e me sentir capaz de mudar minha realidade são feitos do Jovem Senador.

O programa também abriu novos horizontes para o administrador Edson Dionizio Santos Júnior, de Nossa Senhora do Socorro (SE).

— Durante minha experiência no Senado, em 2012, enxerguei um horizonte de novas perspectivas para nossa nação através do engajamento de cada jovem cidadão que despertou como jovem senador! Sonhos, projetos e objetivos foram desenhados a partir daquele momento — explicou.

As inscrições para o Programa Jovem Senador 2022 estão abertas até o dia 18 de março. Para participar, os estudantes de ensino médio das escolas públicas estaduais precisam fazer uma redação sobre o tema "200 anos de Independência: lições da história para a construção do amanhã".


IMPRIMIR | E-MAIL

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 0 61 2211