Cidadão que acompanha o orçamento público dá valor ao Brasil


Externa

Escolas do DF vencedoras do Jovem Senador 2018 são premiadas com livros

Intranet do Senado Federal

A Secretaria de Relações Públicas, Publicidade e Marketing entregou, na tarde dessa quinta-feira (1º), a premiação às escolas dos dois estudantes do Distrito Federal classificados em primeiro e segundo lugar no concurso de redação do Programa Jovem Senado do ano passado. O Centro Educacional Várzeas, localizado no Núcleo Rural de Tabatinga, em Planaltina, e o Centro de Ensino Médio Paulo Freire, da Quadra 610 da Asa Norte, receberam, cada um, 40 livros publicados pelo Conselho Editorial do Senado.

Bianca Mingote Anselmo, que estudou o terceiro ano do ensino médio no Várzeas e foi selecionada como jovem senadora do Distrito Federal, está cursando jornalismo na Universidade de Brasília (UnB). Roney Olímpio Barbosa Júnior, que no ano passado terminou o ensino médio no Paulo Freire, ficou em segundo lugar no concurso de redação e hoje estuda direito na UnB.

Os livros foram entregues por Rosemari Sales, que faz parte da equipe de organização do Jovem Senador. Segundo ela, a premiação da escola de Carlos Daniel Ribeiro Marreiro — o Centro de Ensino Médio 2, de Ceilândia Norte —, que ficou em terceiro lugar no Distrito Federal, será entregue nesta terça-feira (2). As escolas dos estudantes das demais unidades da Federação classificados em primeiro, segundo e terceiro lugar também receberão a premiação.

O Jovem Senador é um projeto da Secretaria de Relações Públicas, Publicidade e Marketing, da Secretaria Geral da Mesa e das Consultorias Legislativa e de Orçamento, com apoio da Diretoria Geral. Por meio de concurso de redação, um estudante do ensino médio de escola pública de cada estado e do Distrito Federal é selecionado a cada ano para vivenciar, por uma semana, o trabalho dos senadores em Brasília.

“Se não participar, não ganha”

Segundo o diretor do Centro Educacional Várzeas, Vanderlei Rodrigues dos Santos, a escola, fundada em 1967, atende cerca de 650 alunos, da educação infantil ao ensino médio. Hoje, disse, a instituição é respeitada pelo trabalho realizado, “que preza os alunos”, afirmou.

A professora Divina dos Reis Azevedo da Silva, que orientou Bianca na elaboração da redação vencedora, disse que a escola participará do concurso de redação do Jovem Senador deste ano, que tem como tema o orçamento público. Ela disse que sempre estimula a participação dos alunos em concursos. “Se não participar, não ganha”.

Bianca Mingote lembrou sua experiência de jovem senadora. Segundo ela, a participação foi a oportunidade de conviver com “pessoas de diferentes sotaques e diferentes realidades”. O fato de ela ter sido entrevistada várias vezes na semana em que passou no Senado ajudou a decidir pelo curso de jornalismo. “E eu já pensava em fazer antes, porque eu gosto de escrever”.

Escrita

Vice-diretor do Centro de Ensino Médio Paulo Freire, Josué de Sousa Mendes disse ter ficado “encantado” com o resultado do concurso de redação em que Roney Olímpio Barbosa Júnior ficou em segundo lugar. A escola, que tem 49 anos e atende 984 alunos, sempre teve a preocupação de melhorar a qualidade da escrita e leitura dos alunos, afirmou.

A professora de língua portuguesa Lucimar Pinheiro da Silva Sampaio orientou Roney na elaboração do texto. Segundo ela, foi fácil trabalhar com o estudante, que é autodidata, quis participar do concurso de redação do Jovem Senador e gosta de escrever. “O processo de escrita dele é muito interessante. Aí eu fiquei muito confortável [em orientar], porque eu gosto de trabalhar com isso.”

Roney foi também selecionado para o curso de economia da Universidade de São Paulo (USP), mas optou pelo direito, um sonho que ele tinha desde a infância. A participação no concurso de redação do Jovem Senador ajudou-o a conhecer melhor a Constituição, tema que precisou desenvolver. “Foi uma oportunidade fantástica para mim”, disse.


IMPRIMIR | E-MAIL

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11