Senado fará sessão especial para homenagear Roberto Campos

Da Redação | 16/02/2017, 17h11 - ATUALIZADO EM 16/02/2017, 17h12

O Senado fará uma sessão especial no dia 17 de abril para homenagear o centenário de nascimento de Roberto de Oliveira Campos (1917-2001). Do senador Cidinho Santos (PR-MT), o requerimento para realização da sessão foi aprovado em Plenário nesta quinta-feira (16).

Nascido em Cuiabá no dia 17 de abril de 1917, Roberto Campos foi economista, diplomata e político, tendo ocupado os cargos de deputado federal, senador e ministro.

— Sua participação na vida política e econômica do país foi de extrema importância. Criou, por exemplo, em conjunto com outros, o Banco Central do Brasil, o FGTS e o Estatuto da Terra — destacou Cidinho Santos.

Um dos mais influentes economistas da história do Brasil, Roberto Campos exerceu funções importantes ao longo de décadas. Trabalhou no segundo governo de Getúlio Vargas (1951-1954), tendo sido um dos criadores do atual Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), do qual foi posteriormente presidente. No governo de Juscelino Kubitschek (1956-1961), teve participação importante no Plano de Metas, sendo um dos coordenadores de seus grupos de trabalho.

Roberto Campos foi ministro do Planejamento no governo do general Castelo Branco (1964-1967), quando participou do grupo que criou o Banco Nacional da Habitação (BNH), o salário-educação, o cruzeiro novo e a indexação de preços na economia por meio da correção monetária pelas Obrigações Reajustáveis do Tesouro Nacional (ORTNs).

Foi ainda embaixador do Brasil em Washington DC durante o governo de João Goulart (1961-1964) e em Londres no governo do general Ernesto Geisel (1974-1979).

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)