POLÍTICA DE USO DAS REDES SOCIAIS

Esta conta é gerenciada pela Secretaria de Comunicação Social do Senado Federal

Quem nos segue deve esperar postagens diárias com links para publicações do Senado Federal.

Além disso, poderemos oferecer: 

- Cobertura ao vivo de eventos no Senado Federal; 
- Grande número de postagens em dias de intensas votações ou acontecimentos relevantes; 
- Pedidos de opiniões sobre determinados assuntos e para participação em enquetes.

Atualizaremos e monitoraremos a conta durante o horário comercial, de segunda à sexta, ou quando houver atividade legislativa além desse horário. Porém, se os site da rede social estiver fora do ar não poderemos manter a página atualizada.

A participação de nossos leitores é bem-vinda e nos esforçaremos para participar da conversa sempre que possível. No entanto, não temos condição de responder individualmente todas as mensagens.

O Senado Federal encoraja os leitores a comentarem as publicações. Os comentários dos leitores, no entanto, não representam a opinião do Senado Federal.

Comentários que forem considerarem inapropriados ou ofensivos poderão gerar o bloqueio da conta.

Comentário difamatório, que moleste, ameace ou, de qualquer forma, viole direitos de terceiros, poderá ser encaminhado à Polícia do Senado para investigação.


Conheça também nossas políticas de uso no Flickr Commons e no Facebook.

Equipe do Núcleo de Mídias Sociais do Senado Federal

  • 17h27 Sessão extraordinária: após discurso de Renan Calheiros, o presidente Eunício Oliveira encerrou a sessão, convocando sessão extraordinária para às 19h30. A intenção é esperar o fim da votação da reforma trabalhista (PLC 38/2017) na CCJ.
  • 17h12 Liderança do PMDB: senador Renan Calheiros anuncia em Plenário que está deixando a liderança do PMDB. Uma das justificativas é não concordar com decisões de um partido que age "como um departamento do Poder Executivo".
  • 16h40 Reforma trabalhista: líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), lê na comissão carta do presidente Michel Temer se comprometendo a vetar pontos da reforma, caso ela seja aprovada no Senado.
Agenda Legislativa