CCJ sabatina nesta tarde procurador-geral da República — Rádio Senado

CCJ sabatina nesta tarde procurador-geral da República

LOC: A COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA SABATINA NA TARDE DE HOJE O PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA, INDICADO PARA SER RECONDUZIDO AO CARGO.

LOC: ROBERTO GURGEL RESSALTOU QUE SUA PRIORIDADE À FRENTE DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL É O COMBATE À CORRUPÇÃO. A REPORTAGEM É DE HÉRICA CHRISTIAN.

TÉC: Em sessão extraordinária, os integrantes da Comissão de Constituição e Justiça votam a recondução do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, ao cargo. Ele está à frente do Ministério Público Federal há dois anos e busca mais um mandato, de igual duração. Roberto Gurgel já conversou com alguns senadores antes da sabatina. E reiterou que continuará defendendo a independência do Ministério Público Federal. (Gurgel) Tenho ressaltado a ideia e a pretensão de dar continuidade ao trabalho que venho desenvolvendo na PGR marcado pela independência e pela autonomia do Ministério Público sem ficar à reboque de quem quer que seja. Na semana passada, Gurgel encaminhou para o Supremo Tribunal Federal um parecer em que pede a condenação de 36 dos 38 envolvidos com o mensalão. O esquema de compra de votos no Congresso Nacional teria ocorrido no governo do ex-presidente Lula. Ele destacou que entre as suas prioridades está o combate à corrupção, mas ponderou que a legislação impede um andamento mais célere dos processos contra esse tipo de crime. (Gurgel) Não há dúvida de que o combate à corrupção será sempre uma das prioridades absolutas do Ministério Público. A efetividade desse combate à corrupção depende O nosso sistema processual nos cria uma série de embaraços a essa tramitação rápida. Veja o caso do mensalão em que o relator, ministro Joaquim Barbosa, tem feito de tudo para acelerar. Mesmo assim já temos um processo tramitando há alguns anos. REP: Roberto Gurgel também foi o responsável pelo pedido de prisão do ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda, que renunciou ao mandato após denúncias da existência de um esquema de compra de votos. Representando o Ministério Público, o procurador-geral da República se manifesta sobre todos os julgamentos no Supremo Tribunal Federal.
11/07/2011, 01h34 - ATUALIZADO EM 11/07/2011, 01h34
Duração de áudio: 01:59
Ao Vivo

Não é usuário? Cadastre-se.

Ao vivo
00:0000:00