Ir para conteúdo principal

Senadores pedem derrubada imediata de veto de Bolsonaro a auxílio emergencial

15/05/2020, 16h08

O presidente Jair Bolsonaro sancionou com vetos o Projeto de Lei (PL) 873/2020, aprovado pelo Senado e pela Câmara, que amplia a lista de beneficiários do auxílio emergencial de R$ 600. O governo vetou a extensão do benefício para profissionais informais que não estão inscritos no Cadastro Único, como motoristas de aplicativos, pescadores, diaristas e ambulantes de praia. O projeto, do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), altera a Lei 13.892, de 2020, promulgada no início de abril, que criou o benefício por três meses, durante a pandemia de covid-19. "O presidente mostra não estar preocupado com o sofrimento das pessoas em decorrência da pandemia", disse Randolfe. O senador Major Olímpio (PSL-SP) considerou o veto uma "vergonha, insensatez". O senador Weverton (PDT-MA) afirmou que não resta alternativa ao Congresso a não ser derrubar o veto. O senador Humberto Costa (PT-PE) entende que a derrubada do veto vai permitir que mais famílias recebam "o mínimo para enfrentar essa pandemia de coronavírus". Mais informações na reportagem de Thiago Tibúrcio, da TV Senado.

Últimos vídeos