Ir para conteúdo principal

Senado Notícias

Economia prevista com reforma da previdência dos militares é relevante, diz presidente da IFI

23/04/2019, 16h05

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) realizou audiência pública para discutir as mudanças previstas na proposta de reforma da previdência para os militares, que está em análise na Câmara dos Deputados (PL 1645/2019). A proposta mantém a integralidade dos vencimentos na aposentadoria e a paridade entre aposentados e militares na ativa. Porém, o tempo na ativa será aumentado de 30 para 35 anos para que o militar faça jus à aposentadoria. A alíquota de contribuição também será majorada, de 7,5% para 10,5%. As medidas representariam uma economia de R$ 97 bilhões. Porém, o projeto também encaminha a reestruturação das carreiras militares, o que implica um aumento de gastos de R$ 86,65 bilhões. O presidente da Instituição Fiscal Independente (IFI), Felipe Salto, considera, ainda assim, que qualquer centavo de economia é importante diante da crise fiscal em que o país se encontra. Outros participantes da audiência pública criticaram a proposta do governo. O senador Rogério Carvalho (PT-SE) apontou que a reestruturação da carreira militar aumenta a desigualdade entre as altas e baixas patentes. Veja mais na reportagem de Dinalva Ferreira, da TV Senado.






Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11