Senadores comentam 'panelaços' da noite de quarta-feira

Da Redação | 19/03/2020, 11h18

Senadores foram às redes sociais na manhã desta quinta-feira (19) comentar as manifestações políticas ocorridas na noite anterior em algumas das maiores cidades do país. Houve "panelaços" dirigidos ao presidente Jair Bolsonaro. 

Os oposicionistas publicaram várias imagens de "panelaços" de manifestantes contrários ao governo. O senador Rogério Carvalho (SE), líder do PT, pediu respeito ao povo brasileiro e disse que o Brasil se cansou de descaso, antes de publicar uma foto com a projeção na parede de um prédio onde se lia a frase "Fora, Bolsonaro". 

O senador Humberto Costa (PT-PE) publicou vídeo com reportagem na TV sobre os "panelaços" e aproveitou para criticar a postura do presidente Bolsonaro diante da pandemia do novo coronavírus: 

"Bolsonaro e seu governo deram uma aula de como não usar as máscaras contra o coronavírus. O presidente é o maior símbolo mundial de incapacidade frente a um problema tão grave", avaliou. 

O representante de Pernambuco disse também que cada canto do país se manifestou contra o que considerou irresponsabilidades de Jair Bolsonaro.

"Não é só uma gripe. O presidente cometeu crimes", afirmou. 

Os senadores Paulo Rocha (PT-PA) e Alvaro Dias (Podemos-PR) também publicaram vídeos de "panelaços" em várias cidades Brasileiras.

Governistas

Um dos primeiros a ser manifestar foi o senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ), filho do presidente, que acusou a TV Globo de ter mostrado somente os protestos contra o governo. Segundo ele, em 2027, quando Bolsonaro terminar seu segundo mandato (caso reeleito), o Brasil ainda terá internet livre para desmascarar o que considerou tentativa de manipulação da emissora.

"A derrota nas urnas ainda não foi digerida pela oposição e pela Globo. Os vários minutos do Jornal Nacional dedicados a vídeos supostamente contra, sem checar a veracidade, e até com fundo sonoro de grilo, mostram o tamanho do desespero", afirmou, via Twitter. 

Sem citar os "panelaços", outro governista, Marcos do Val (Podemos-ES), publicou a foto de um avião amarelo, com Jair Bolsonaro na cabine como piloto. 

"Nunca pensei ver brasileiros torcendo contra o Brasil, torcendo para que esse avião em que estamos caia. Concordo que algumas atitudes são questionáveis, mas penso que temos que ajudar, contribuir e não gerar mais caos. Desculpem o meu desabafo", disse. 

União

Já o senador Fernando Collor (Pros-AL) preferiu pregar a união do país diante de uma fase tão difícil. 

"Não é o momento de FORA ou FICA Bolsonaro. O enfrentamento agora tornará o Brasil mais dividido e muito mais vulnerável. A obrigação do governo é salvaguardar a segurança e a sobrevivência das pessoas. O povo brasileiro tem que unir esforços no sentido de salvar vidas", afirmou. 

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
20h27 Transporte exclusivo para cuidadores: O Plenário aprovou substitutivo ao Projeto de Lei 2.178/2020, que prevê transporte exclusivo para cuidadores de pessoas com deficiência, de portadores de doenças raras e de idosos durante a pandemia. A matéria segue para a Câmara.
19h57 Dívidas rurais: O Plenário aprovou substitutivo ao Projeto de Lei 1.543/2020, que prorroga o vencimento de dívidas rurais de agricultores familiares. A matéria segue para a Câmara.
17h53 Cessão de leitos para o SUS: O Plenário aprovou substitutivo ao Projeto de Lei 2.324/2020, que obriga hospitais privados a ceder leitos desocupados para tratar pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) com a covid-19. A matéria segue para a Câmara.
Ver todas ›