Sobral, no Ceará, é a Capital Nacional da Educação, aprova CE

Da Redação | 05/11/2019, 19h15

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) aprovou nesta terça-feira (5) a proposta do senador Cid Gomes (PDT-CE) que torna Sobral, no Ceará, a Capital Nacional da Educação (PL 3.700/2019).

O relator foi o senador Confúcio Moura (MDB-RO). Para ele, Sobral tornou-se um exemplo para o país a partir do ano 2000. Segundo ele, foi neste ano que a prefeitura adotou um novo plano de gestão educacional, com foco na erradicação do analfabetismo, na diminuição da evasão escolar e na valorização dos professores.

— No ano 2000, mais de 40% das crianças com 8 anos de idade terminavam a segunda série sem saber ler em Sobral. Foi quando a prefeitura resolveu de fato transformar a educação em prioridade. Aumentou muito os investimentos, e como resultado, Sobral alcançou o primeiro lugar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), entre as cidades com mais de 100 mil habitantes. É hoje o município com o maior número de escolas públicas de qualidade no país — detalhou.

Por fim, Confúcio citou que hoje o município cearense é líder em trabalhadores com carteira assinada, e tem um alto índice de desenvolvimento humano (IDH). A análise da proposta segue para a Câmara dos Deputados, a menos que haja um recurso para que seja analisada antes em Plenário pelo Senado.

Belém, Capital do Açaí

A CE ainda aprovou o reconhecimento de Belém como a Capital Nacional do Açaí (PLS 26/2018). O relator foi Zequinha Marinho (PSC-PA), que citou dados da Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) para mostrar a importância do fruto para o Estado.

— O Pará é o maior exportador nacional de açaí, e detém 90% da produção mundial. São mais de 100 agroindústrias, beneficiando o fruto e exportando para mercados internos e externos. Movimenta R$ 2 bilhões por ano e envolve mais de 300 mil pessoas na cadeia produtiva, entre plantadores, transportadores, batedores, manipuladores e exportadores — disse o senador na semana passada, na apresentação de seu relatório.

A análise desta proposta também pode seguir para a Câmara dos Deputados.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
19h54 Derrubado veto à telemedicina: Os senadores derrubaram veto (VET 6/2020) ao projeto que regula o exercício da telemedicina durante a pandemia de covid-19 (PL 696/2020). Os dispositivos que haviam sido vetados seguem para promulgação.
19h54 Derrubado o veto ao Recine: Senadores rejeitaram veto total ao projeto que prorroga incentivos ao cinema, estendendo até 2024 o prazo para utilização do Recine. O PL 5.815/2019 segue para promulgação.
19h53 Renegociação de dívidas agrícolas: Congresso rejeitou veto ao PLV 30/2019, que trata de crédito e financiamento de dívidas de produtores rurais. A parte que havia sido vetada segue para promulgação do presidente da República.
Ver todas ›