Aprovada indicação do desembargador Luiz Fernando Keppen para CNJ

Da Redação | 09/10/2019, 17h53

Foi aprovada em Plenário nesta quarta-feira (9) a indicação do desembargador do Tribunal de Justiça do Paraná Luiz Fernando Tomasi Keppen, para integrar o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no biênio 2019-2021. A indicação (OFS 35/2019) veio do Supremo Tribunal Federal (STF) e recebeu 52 votos favoráveis, dois contrários e duas abstenções.

O desembargador Luiz Fernando Keppen graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) em 1986. Concluiu, em 1999, mestrado em Direito das Relações Sociais, na área Direito Processual Civil, na Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Seu ingresso na magistratura aconteceu em 1989, sendo promovido a desembargador no Tribunal de Justiça do Paraná em 2013. Neste posto, atuou como presidente, vice-presidente e corregedor do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná.

O desembargador foi sabatinado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) no início de setembro. Para os senadores, Keppen defendeu novas formas de mediação para a diminuir o número de processos judiciais no país.

— Em um país que tem mais de 90 milhões de processos correndo na justiça, há a necessidade de nós enfrentarmos essa situação. Nada melhor do que nós termos alternativas à resolução tradicional e por isso me empenharei ao máximo para que os esforços no sentido da mediação, da conciliação e desse sistema de múltiplas portas na justiça possa vir a ser implantado — afirmou.

O CNJ é a instituição responsável pelo controle externo do Poder Judiciário. Seus integrantes são nomeados pelo presidente da República e conduzidos para um mandato de dois anos após serem submetidos a sabatina na CCJ do Senado e escolhidos pela maioria absoluta dos senadores em votação no Plenário.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
12h39 Partilha do pré-sal: A Comissão de Assuntos Econômicos aprovou o projeto que define as novas regras para partilha da arrecadação com o leilão de petróleo do pré-sal. O PL 5.478/2019 vai ao Plenário com urgência.
12h07 Capital Nacional dos Atiradores : A Comissão de Educação aprovou o Projeto de Lei 4.674/2019, que nomeia Jaraguá do Sul (SC) como a Capital Nacional dos Atiradores. A matéria segue para o Plenário.
12h01 Dedução no imposto de renda: Comissão de Educação aprovou o Projeto de Lei 5.103/2019 que prorroga até 2024 a dedução no IR de valor investido em obra audiovisual. A matéria segue para a CAE.
Ver todas ›