Plínio defende senadores que cobraram que Bolsonaro ‘desse nome aos bois’

Da Redação | 22/05/2019, 17h42

O senador Plínio Valério ( PSDB-AM) defendeu nesta quarta-feira (22), em Plenário, as cobranças feitas por alguns parlamentares, na terça-feira (21), ao presidente Jair Bolsonaro, quando solicitaram ao presidente que “desse nome aos bois”, e que “nominasse aqueles maus políticos que o estariam supostamente chantageando”. O senador disse que alguns cidadãos criticaram a posição dos parlamentares.

— Há pessoas que não conseguem entender, teimosamente, quando uma pessoa diverge. O que o Omar [Terra], simplesmente, e o Kajuru, fizeram aqui, foi pedir que o presidente nomeie, dê nomes. Nada mais do que isso. As pessoas têm que entender que pensar diferente não é ser inimigo, divergir em ideias, não é ser inimigo — ressaltou.

O Senador disse ainda que não está contra o presidente e nem contra o país, mas não se pode confundir “joio com trigo’’. O parlamentar disse ainda, que não se pode colocar todo mundo no mesmo “balaio”.

— E dou o maior exemplo sempre erguendo as minhas mãos e mostrando os cinco dedos: nenhum é igual ao outro. E são da minha mão — disse.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
11h59 Monitoria no ensino médio : A Comissão de Educação aprovou projeto de lei do Senado (PLS 170/2018) que determina que a regulação de monitoria no ensino médio deve ser feita por normas dos sistemas de ensino. O texto seguiu para o Plenário.
11h52 Programa Senado Educador: A Comissão de Educação aprovou projeto de lei do Senado (PRS 21/2019) que cria o Programa Senado Educador, destinado a contribuir para a melhoria da qualidade do ensino. A matéria vai à Comissão Diretora.
11h16 Professor da educação básica : A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) aprovou projeto de lei da Câmara (PLC 88/2018) que estabelece diretrizes para a valorização dos profissionais da educação escolar básica pública. A matéria seguiu para a CCJ.
Ver todas ›