Irajá (PSD)

Da Redação | 18/01/2019, 18h03 - ATUALIZADO EM 11/02/2019, 12h36

Eleito o senador mais jovem da história do Brasil, Irajá tem 35 anos. Seu primeiro emprego foi aos 11 anos como office-boy. Aos 14, foi o primeiro menor aprendiz com carteira assinada do Tocantins e, aos 16, foi emancipado para abrir sua primeira empresa. Formado em publicidade e propaganda e em administração de empresas, é empreendedor e produtor rural. Irajá sempre foi movido por desafios.

Trajetória política: Aos 27 anos, em 2010, foi eleito o deputado federal mais jovem da história do Tocantins. E em 2014 foi reeleito para um segundo mandato na Câmara dos Deputados. No Parlamento, teve como principais bandeiras a defesa dos municípios, o setor produtivo, a modernização da economia e o respeito aos direitos dos trabalhadores. Exerceu a presidência da Comissão de Agricultura da Câmara em 2015. Sob sua gestão, a Comissão teve o melhor desempenho dos últimos 20 anos. Foi apontado pelo Diap por três vezes como um dos parlamentares mais atuantes do Congresso. Em 2017, recebeu prêmio do site Ranking dos Políticos como o melhor parlamentar do Brasil em qualidade legislativa. Atuou para destinar recursos federais aos municípios tocantinenses e, nos dois mandatos, contribuiu para que fossem entregues importantes obras em 106 dos 139 municípios do estado, o que o credenciou a disputar a eleição para o Senado.

Eleição/atuação: foi eleito com 214.355 votos defendendo o municipalismo, a transparência na atividade política e os direitos dos trabalhadores, aposentados e empreendedores.

Suplentes: Wilson Souza (PSD) e Terciliano Gomes (PDT).

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE:
Senado Tocantins