Requerimento de criação da CPI dos Planos de Saúde é lido em Plenário

Da Redação | 11/07/2018, 18h42 - ATUALIZADO EM 11/07/2018, 21h32

Foi lido em Plenário nesta quarta-feira (11), pelo presidente do Senado Eunício Oliveira, requerimento de criação da Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar os reajustes de preços dos planos de saúde autorizados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Os órgãos de defesa do consumidor alegam que os aumentos nos preços das mensalidades dos planos individuais e familiares é muito superior aos índices oficiais de inflação. A CPI foi pedida pela senadora Lídice da Mata (PSB-BA), que conseguiu as 27 assinaturas necessárias para sua criação.

A CPI será composta por 11 membros titulares e 6 suplentes e funcionará pelo prazo de 180 dias. Suas despesas serão limitadas ao valor de R$100 mil. Para a CPI ser instalada, é preciso agora que as bancadas partidárias indiquem os integrantes da comissão.

Lídice tem criticado a atuação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que estaria beneficiando mais os interesses das operadoras dos planos – autorizando aumento dos planos de saúde acima da inflação, por exemplo – do que os direitos dos consumidores. Segundo a senadora, o consumidor acaba obrigado a recorrer à Justiça para ter o seu direito garantido.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
11h50 Indicação de autoridade: Comissão de Relações Exteriores aprovou a indicação de José Augusto Silveira de Andrade Filho para embaixador na Namíbia. A indicação segue para o Plenário
11h49 Indicação de autoridade: Comissão de Relações Exteriores aprovou a indicação de Fabio Guimarães Franco para embaixador na Guiné-Bissau. A indicação segue para o Plenário
10h52 Combate a crimes financeiros: Comissão de Constituição e Justiça aprovou projeto que estabelece prazo de trinta dias para comunicação de indícios de crime contra o sistema financeiro ao Ministério Público pela CVM e pelo Banco Central.
Ver todas ›