Wilder Morais comenta dados mostrados no Atlas da Violência 2018

Da Redação e Da Rádio Senado | 05/06/2018, 17h42 - ATUALIZADO EM 06/06/2018, 14h03

Em pronunciamento nesta terça-feira (5), o senador Wilder Morais (DEM-GO) afirmou que o Atlas da Violência 2018, elaborado pelo Ipea e o Foro Brasileiro de Segurança Pública, mostra a situação trágica da segurança pública no país.  De acordo com o documento, foram registrados, em 2016, 62.500 homicídios no país.

Segundo Wilder, essa situação, classificada como trágica, chegou a esse ponto por vários motivos, como a impunidade e a legislação inadequada sobre o tema.

De acordo com ele, menos de 10% dos casos de homicídio no país são esclarecidos, e não basta combater a impunidade para mudar a situação.

O senador também defendeu a aprovação da proposta de emenda à Constituição que cria a Polícia Nacional de Fronteiras, para inibir a entrada de drogas e armas no país; do projeto que reforça as polícias, com maior efetivo e capacitação periódica; e da proposta que permite a aquisição e posse de arma de fogo por moradores que vivam na zona rural.

- Para vencermos a violência, precisamos de estratégia, fechar as fronteiras, combater o uso das drogas, estruturar as polícias, acabar com a impunidade e as regalias e defender o respeito ao cidadão. Um Brasil forte será um Brasil desenvolvido e respeitado - reforçou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)