Paulo Rocha destaca liderança de Lula nas pesquisas eleitorais

Da Redação e Da Rádio Senado | 16/04/2018, 16h55 - ATUALIZADO EM 16/04/2018, 17h22

O senador Paulo Rocha (PT-PA) destacou nesta segunda-feira (16) em Plenário a liderança de Lula, mesmo preso, nas pesquisas sobre as eleições para a Presidência da República. Ele mencionou a pesquisa DataFolha, publicada neste fim de semana, e afirmou que Lula será o candidato do PT à Presidência.

— Não tem plano B, plano C, plano D. É plano L, plano Lula. Para ver se a gente resgata primeiro a democracia, segundo a soberania do nosso país perante outros povos, terceiro a possibilidade deste país ser realmente um país para todos, onde a gente não veja de novo nos próprios jornais ou nas pesquisa do próprio governo que a miséria está voltando de novo no lar dos pobres brasileiros — declarou.

O senador enalteceu os governos do PT, entre 2003 e 20016, e criticou o neoliberalismo. Ele também afirmou que, enquanto processos contra outros políticos demoram muitos anos para chegar aos tribunais superiores, no caso de Lula, condenado no âmbito da Operação Lava Jato, o processo correu rapidamente.

— O que aconteceu de lá [dos protestos anticorrupção] para cá está ficando muito claro: esse processo foi exatamente para arrancar do poder um governo e uma frente de partidos vanguardeada pelo PT para promover mudanças importantes no nosso país — disse Paulo Rocha, para quem os governos do PT mostraram ser possível promover "desenvolvimento e crescimento econômico com distrubuição de renda, geração de emprego e políticas públicas voltadas para o cidadão".

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)