Produtores reivindicam percentual obrigatório de cacau em chocolate nacional

Da Redação | 21/03/2018, 15h40 - ATUALIZADO EM 21/03/2018, 20h11

O presidente do Senado, Eunício Oliviera, recebeu nesta quarta-feira (21) a senadora Lídice da Mata (PSB-BA) e representantes de setores envolvidos na produção de cacau para tratar dos rumos da produção agrícola e industrial da fruta e do chocolate no país. Eles defenderam a votação do Projeto de Lei do Senado (PLS) 93/2015, da senadora, que estabelece percentual mínimo de 35% de cacau puro nos chocolates e derivados, produzidos e comercializados no Brasil. O projeto também torna obrigatória a informação do percentual total de cacau nos rótulos desses produtos.

Estiveram presentes à reunião Antônio Cesar Costa Zugaib, pesquisador da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira do Ministério da Agricultura (Ceplac); Jeronimo Rodrigues, secretário de Desenvolvimento Rural do Estado da Bahia; Cristiano Santana, secretário executivo da Associação Cacau Sul Bahia; Guilherme Moura; presidente da Câmara Setorial do Cacau; Lanns Almeida, diretor-geral do Instituto Biofábrica de Cacau; José Vivaldo Souza de Mendonça, secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia;  Marco Lessa, presidente da Costa do Cacau, Convention Bureau; Gerson Marques, presidente da Associação do Chocolate do Sul da Bahia; e Cristiano Villela, diretor-executivo do Centro de Inovação do Cacau.

Durante todo o dia, representantes do setor produtivo do cacau participam de audiência pública na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) do Senado Federal.

Da Assessoria de Imprensa da Presidência do Senado

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)