Lídice da Mata defende ex-governador Jaques Wagner

Da Redação | 27/02/2018, 20h25 - ATUALIZADO EM 27/02/2018, 20h55

Em pronunciamento nesta terça-feira (27), a senadora Lídice da Mata (PSB-BA) prestou solidariedade ao ex-governador da Bahia Jaques Wagner, do PT, indiciado criminalmente pela Polícia Federal por suposto recebimento de propina nas obras do Estádio da Fonte Nova, em Salvador.

Lídice da Mata afirmou que Jaques Wagner é vítima de abuso de autoridade, e que a acusação contra o ex-governador tem caráter político e serve aos interesses da oposição. A senadora considerou "esquisito" que um processo de cinco anos atrás ganhe as manchetes agora, às vésperas do processo eleitoral. Ela também criticou a presença da principal rede de tevê da Bahia na portaria do prédio do ex-governador, trinta minutos antes da chegada da Polícia Federal ao local.

- As obras do estádio seriam feitas independente das obras da Copa do Mundo e, no entanto, claro, pela pujança do futebol da Bahia, é plenamente justificável que aquele estádio entrasse entre aqueles que seriam reformados no período da Copa. O preço global do gasto no estádio, entre as doze arenas do país, ficou em sexto lugar, e o preço por assento é o menor do Brasil – afirmou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)