Senado é iluminado na cor laranja para lembrar o Dia de Combate ao Câncer

Da Redação | 05/02/2018, 21h07 - ATUALIZADO EM 27/02/2018, 10h53

A cúpula e o edifício principal do Senado serão iluminados, desta segunda (5) até a sexta-feira (9), com a cor laranja, em apoio ao Dia Mundial de Combate ao Câncer. A iluminação especial foi solicitada pela senadora Vanessa Graziottin (PCdoB-AM).

A data, celebrada em 4 de fevereiro, foi instituída em 2005 pela União Internacional para o Controle do Câncer (UICC) — organização mundial não-governamental com sede na Suíça — para estimular pessoas e instituições a implantarem práticas fundamentais para o controle da doença, como adoção de hábitos saudáveis, atitudes de prevenção, diagnóstico precoce e tratamento.

A campanha do biênio 2016-2018 tem como lema Nós podemos, eu posso e pretende mostrar para a população que é possível reduzir a incidência da doença. Oito milhões de pessoas morrem de câncer no mundo por ano, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Projeto de lei

A senadora Vanessa Grazziotin é autora de um projeto de lei (PLS 374/2014), já aprovado pelo Senado e que está em análise na Comissão de Defesa dos Direitos das Mulheres, da Câmara, que garante a realização de mamografias a mulheres com elevado risco de desenvolvimento de câncer de mama. Também seriam beneficiadas pacientes cujo quadro clínico demande o exame para esclarecer o diagnóstico, ainda que não tenham a idade mínima prevista em lei, hoje estabelecida em 40 anos. De acordo com a proposta, o exame deverá ser feito pelo Sistema Único de Saúde (SUS), desde que solicitado pelo médico.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)