Metade da população está desempregada, subempregada ou vive só com um salário mínimo, afirma Dário Berger

Da Redação e Da Rádio Senado | 20/11/2017, 17h26

O senador Dário Berger (PMDB-SC) afirmou nesta segunda-feira (20) que o maior problema que o Brasil enfrenta é a desigualdade social. Ele destacou que mais da metade da população está desempregada, subempregada ou vive com até um salário mínimo.

Para o senador, as diferenças sociais estão diretamente relacionadas ao emprego, à segurança pública, à saúde e á educação. Na opinião dele, o que diferencia a situação dos brasileiros são as oportunidades que cada um tem para estudar, trabalhar e se desenvolver.

Dário Berger lamentou ainda que o país esteja tão intolerante e disse que as redes sociais são o retrato de uma população que se agride, se ofende e não mede mais o que diz. Segundo o senador, o sistema atual envelheceu e é necessário fazer reformas estruturantes, como a política, a trabalhista, a previdenciária e a tributária.

— Ou continuamos investindo os nossos esforços na execução definitiva das reformas que são importantes e fundamentais para o país ou então nós vamos ver agravada cada vez mais as desigualdades e as diferenças sociais no Brasil que não são poucas. E, com isso, a falta de oportunidade, e com isso a ampliação da violência da droga e da marginalização, e com isso vamos ter uma juventude sem esperança e sem futuro.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
12h11 Universidade Federal de Catalão: A Comissão de Educação, Cultura e Esporte aprovou o PLC 5/2018, de autoria do Poder Executivo, que cria, mediante desmembramento da Universidade Federal de Goiás (UFG), a Universidade Federal de Catalão (UFCAT).
11h23 Economia e segurança: Os reflexos da crise da segurança pública na economia será o tema a ser avaliado pela CAE em 2018. A escolha da pauta partiu do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE).
10h06 Chega ao Senado decreto de intervenção na segurança pública do RJ: Foi protocolado no Senado o Decreto 9.288/2018, referente à intervenção na segurança pública do Estado do Rio de Janeiro. A matéria foi aprovada nesta madrugada pela Câmara dos Deputados.
Ver todas ›