Para Romário, corrupção na CBF envergonha o Brasil

Da Redação e Da Rádio Senado | 20/09/2017, 16h11 - ATUALIZADO EM 20/09/2017, 16h13

O senador Romário (Pode-RJ) lamentou a decisão da FIFA que excluiu o Brasil do roteiro da taça da Copa do Mundo. Para o senador, esse é mais um efeito da gestão da CBF, que classificou como “desastrosa”. Romário salientou que, mesmo depois que a CPI do Futebol encontrou indícios de crimes como estelionato e lavagem de dinheiro, nada mudou na CBF e os dirigentes corruptos continuam no poder depois de décadas.

No entendimento de Romário, o Brasil foi excluído do roteiro da taça porque a corrupção dos cartolas brasileiros constitui um embaraço à FIFA. O senador fluminense afirmou que o cenário “vergonhoso” da CBF precisa mudar.

— Eu faço um apelo à FIFA que reconsidere essa decisão e traga a taça ao Brasil, reacendendo em nossa torcida a esperança que, na Copa de 2018, tenhamos grandes resultados nos campos e gestores honestos e dignos na nossa CBF, disse o senador

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)