Paim: bônus de eficiência aos peritos do INSS retira direitos dos trabalhadores

Da Redação e Da Rádio Senado | 30/05/2017, 19h32 - ATUALIZADO EM 30/05/2017, 21h57

O senador Paulo Paim (PT-RS) demonstrou preocupação com a Medida Provisória (MP) 767/2017, que institui um bônus de eficiência aos peritos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Para ele, a MP está retirando o direito dos aposentados por invalidez e dos trabalhadores que recebem auxílio-doença.

De acordo com o senador, aposentados e trabalhadores doentes estão sendo mandados de volta às fábricas por peritos e não estão sendo aceitos pelos médicos das empresas. Por isso, alguns acabam ficando vários meses sem receber os benefícios previdenciários ou os salários.

Além disso, Paulo Paim lembrou que esta mesma medida provisória foi apresentada no ano passado e não foi aprovada pelo Congresso. Agora, foi reeditada para pagar bônus aos peritos do INSS que mandarem de volta às ruas os trabalhadores sem condições de retornar as suas funções.

O senador também criticou o fato de que trabalhadores próximos dos 60 anos, com aposentadoria ou auxílio suspensos, não conseguem mais colocação no mercado de trabalho.

— Tem que acabar com essa bagunça de querer pegar os velhinhos aposentados por invalidez, jogar no olho da rua, e dar risada ainda porque fizeram alguma grande coisa ao país. O nome da Previdência é Previdência Social, é Seguridade Social. Tem um compromisso aí — afirmou o senador.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)