Capital estrangeiro na aviação é tema de debate na CDR

Da Redação | 26/05/2017, 18h01 - ATUALIZADO EM 26/05/2017, 18h35

A abertura da aviação nacional a investimentos estrangeiros, incluindo a possibilidade de empresas aéreas brasileiras terem 100% de capital estrangeiro, volta à pauta da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR). Na terça-feira (30), às 14h30, o ministro do Turismo, Marx Beltrão, debaterá o tema com os senadores e também apresentará as ações do ministério para os próximos dois anos.

Originalmente agendada para 17 de maio, a audiência foi adiada devido à Marcha dos Prefeitos a Brasília, que sobrecarregou a agenda do ministro.

A Lei 13.319/2016, que promove diversas mudanças na aviação brasileira, teve origem na Medida Provisória (MPV) 714/2016, que foi alterada pelo Congresso e sancionada em 26 de julho de 2016 com cinco vetos, um deles sobre o trecho que ampliava a até 100% a possibilidade de participação de capital estrangeiro nas empresas aéreas brasileiras. O dispositivo tinha sido incluído durante votação da matéria na Câmara dos Deputados, mas o Senado só admitiu aprovar o texto mediante o compromisso do presidente Michel Temer de vetar a abertura total do setor. Na ocasião, vários senadores cobraram um debate mais aprofundado sobre o tema.

Com o projeto de lei encaminhado pelo governo federal em abril deste ano ao Congresso e em tramitação na Câmara dos Deputados (PL 7425/2017), o controle acionário das companhias aéreas brasileiras poderá ser assumido por investidores estrangeiros.

Os requerimentos para a audiência pública foram apresentados pela senadora Fátima Bezerra (PT-RN), presidente da CDR, e pelo senador Jorge Viana (PT-AC).

A audiência será na sala 13 da Ala Senador Alexandre Costa. Qualquer cidadão pode participar da audiência com perguntas, críticas, sugestões e comentários por meio do portal e-Cidadania ou pelo Alô Senado (0800 612211).

COMO ACOMPANHAR E PARTICIPAR

Participe:
http://bit.ly/audienciainterativa
Portal e-Cidadania:
www.senado.gov.br/ecidadania
Alô Senado (0800-612211)

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)