Maioria de senadores contrários à reforma não conhece a CLT, diz Ataídes

Da Redação | 16/05/2017, 14h33 - ATUALIZADO EM 16/05/2017, 14h40

A maioria dos senadores contrários à reforma trabalhista jamais colocou as mãos em um exemplar da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), disse durante sessão temática sobre a reforma o senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO).

Ao dizer que entende a opinião de senadores da oposição, por considerar importante ouvir o contraditório, Ataídes Oliveira criticou a afirmação de que a reforma é “coisa do demônio”, feita por alguns parlamentares.

Segundo o senador, o presidente Michel Temer teve a coragem de enviar as reformas trabalhista e da Previdência para o Congresso, enquanto ex-presidentes, como Fernando Henrique Cardoso, deveriam tê-lo feito, mas não o fizeram.

Ele acredita que, após os debates, os parlamentares estarão preparados para votar o texto.

— Alguém tem que me convencer que esta reforma trabalhista, depois de sancionada pelo presidente, não venha gerar mais emprego e uma retomada do emprego no Brasil. Eu não tenho dúvida disto — declarou Ataídes.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)