Senado cria comissão externa para acompanhar Operação Carne Fraca

Da Redação | 29/03/2017, 19h01 - ATUALIZADO EM 30/03/2017, 12h32

O Senado aprovou nesta quarta-feira (29) a criação de uma comissão externa para acompanhar os desdobramentos da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, que apontou uma série de irregularidades envolvendo frigoríficos e fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O requerimento (RQS) 163/2017 para a criação da comissão é de autoria da senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) e do senador Renan Calheiros (PMDB-AL).

A comissão temporária será composta por seis membros titulares e outros seis suplentes, tendo o prazo de seis meses para seu funcionamento. Segundo o requerimento, a comissão vai apurar, entre outros temas, se houve abuso de autoridade e quais os impactos mercadológicos da operação da Polícia Federal. A comissão também poderá realizar audiências públicas, requerer informações de órgãos do governo e promover reuniões com organismos internacionais.

Quando apresentou o requerimento, no último dia 21, Kátia Abreu disse que a comissão atuaria de forma suprapartidária nesse “caso gravíssimo que afeta quase que de morte” a economia brasileira. A senadora pediu o apoio dos colegas e afirmou que sua proposta é a favor do emprego, dos produtores agropecuários e da economia nacional.

— Não existe hoje um assunto mais importante do que esse no país — declarou a senadora.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)