Senado aprova reconhecimento da atividade de designer de interiores

Da Redação | 17/11/2016, 17h54 - ATUALIZADO EM 13/12/2016, 16h54

O Plenário do Senado aprovou, nesta quinta-feira (17), o projeto (PLC 97/2015) que reconhece a profissão de designer de interiores e ambientes. A matéria segue agora para sanção presidencial.

De autoria do deputado Ricardo Izar (PSD-SP), o texto assegura o exercício da profissão a portadores de diploma de curso superior nas áreas de Design de Interiores, Composição de Interior, Design de Ambientes na especialidade de Interiores, e em Arquitetura e Urbanismo.

O líder do governo, senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), manifestou voto contrário à matéria, dizendo ser contra a regulamentação de profissões. Já o senador Waldemir Moka (PMDB-MS), afirmou que a aprovação do projeto ajuda a abrir um mercado importante.

A senadora Simone Tebet (PMDB-MS) explicou que o projeto não fala em regulamentação, para não criar reserva de mercado. Ela ainda elogiou profissionais da área e destacou a capacidade de mobilização da categoria. No último dia 9, Simone acompanhou a visita de designers ao presidente Renan Calheiros, quando eles pediram que o projeto entrasse na pauta do Plenário.

— A aprovação desse projeto é um ato de justiça. Cumprimos hoje o nosso papel — afirmou a senadora.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)