Promulgada lei que reforça em R$ 150 milhões orçamento para eleições municipais

Da Redação | 21/09/2016, 12h11 - ATUALIZADO EM 21/09/2016, 12h55

A Justiça Eleitoral vai receber crédito extraordinário de R$ 150 milhões, de acordo com a Lei 13.339/2016, promulgada pelo presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros, e publicada nesta quarta-feira (21) no Diário Oficial da União.

Tendo como origem a Medida Provisória (MP) 730/2016, aprovada pelo Senado na última segunda-feira (19), a lei entra em vigor nesta quarta-feira.

Os recursos vão complementar a dotação já destinada às eleições municipais deste ano pelo orçamento federal.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a maior parte do dinheiro será repassada aos tribunais regionais eleitorais (TREs) para a alimentação dos mesários e outras despesas de custeio. Os recursos também vão cobrir os gastos das Forças Armadas com apoio logístico e segurança durante as eleições, a fabricação e o deslocamento de urnas eletrônicas e a compra de antenas para a transmissão de dados.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
13h13 CPI da Pandemia: Questionado por Eduardo Girão (Podemos-CE) sobre "tratamento precoce”, Queiroga não deu sua opinião e disse que o ministério elaborará protocolo clínico e diretriz terapêutica que serão colocados à discussão em consulta pública.
12h57 CPI da Pandemia: Ciro Nogueira (PP-PI) disse que o ex-ministro Mandetta mentiu à CPI ao afirmar que o Brasil poderia ter começado a vacinar em novembro passado, pois, no mundo, só foi possível a aplicação da primeira dose em dezembro.
12h43 CPI da Pandemia: O ministro Marcelo Queiroga disse que vai encaminhar ao Plano Nacional de Imunização (PNI) o pedido de Mara Gabrilli (PSDB-SP) para que pessoas com deficiências e comorbidades tenham prioridade na vacinação contra covid-19.
Ver todas ›