Índios podem ganhar linhas de crédito para agricultura, pesca e caça

Da Redação | 10/12/2015, 10h39 - ATUALIZADO EM 10/12/2015, 10h47

A tramitação do projeto de lei (PLC 74/2014) que cria linhas de financiamento para a produção desenvolvida por comunidades indígenas, além da prestação de apoio e assistência técnica específica voltada a essas atividades, avançou nesta quinta-feira (10). A proposta, aprovada pela Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA), prevê o estabelecimento de linhas de crédito que se estendam, além das práticas de agricultura, às atividades de pesca, caça, criação de animais de pequeno porte e a pecuária praticadas pelos índios.

Pelo projeto, que segue para o Plenário, caberá ao poder público, com a participação das comunidades indígenas, garantir a proteção dos recursos naturais nas terras destinadas à agricultura, promover a recuperação dos recursos que tenham sofrido processo de degradação e desenvolver programas de educação ambiental.

A proposta é do ex-deputado e hoje senador, Wellington Fagundes (PR-MT). Segundo ele, a definição do termo “agricultura indígena” permitirá a implantação de políticas públicas diferenciadas para essas populações, sem renúncia às suas culturas e tradições. O relator, senador José Medeiros (PPS-MT), recomendou a aprovação da proposta.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
10h02 Moro na CCJ : Os senadores começaram neste momento suas perguntas ao ministro Sérgio Moro. O primeiro a perguntar é o senador Weverton (PDT-MA), que criticou a postura do ministro e perguntou se ele não deveria se afastar do cargo.
09h52 Moro na CCJ: O ministro Sérgio Moro encerrou sua fala inicial. Ele disse ter havido uma invasão criminosa por grupo organizado com objetivo de invalidar condenações ou mesmo atrapalhar investigações em andamento ou atacar instituições.
09h19 Sergio Moro na CCJ : A presidente da CCJ, senadora Simone Tebet (MDB-MS), acaba de abrir a audiência com o ministro da Justiça, Sérgio Moro. O ex-juiz da Lava Jato terá 30 minutos iniciais para explicar suas conversas com Deltan Dallagnol.
Ver todas ›