Paim quer unificar debates sobre direito de greve e negociação coletiva do setor público

Sergio Vieira | 28/10/2015, 10h54 - ATUALIZADO EM 28/10/2015, 14h54

O senador Paulo Paim (PT-RS) anunciou, durante audiência na Comissão de Direitos Humanos r Legislação Participativa (CDH), que irá defender junto ao senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) a fusão do Projeto de Lei do Senado (PLS) 397/15, do senador tucano, com o PLS 287/13, que regulamenta o direito de greve no setor público. A proposta de Anastasia, que estabelece as regras visando a negociação coletiva dentro da administração pública, está na pauta da Comissão Especial de Desenvolvimento Nacional (Agenda Brasil).

— O ideal é fundir os dois projetos, pois regulamentar a greve e a organização sindical vai ampliar muito o alcance da proposta. Vejo condições de negociar, o senador Anastasia é um homem muito aberto —informou Paim.

Os sindicalistas que participam da audiência apoiam o PLS 397/15, com alguns reparos que vêm sendo negociados com o relator Douglas Cintra (PTB-PE) e com os próprios Paim e Anastasia. Luiz Carlos Oliveira, da União Geral dos Trabalhadores (UGT), acredita ser indispensável o texto definir datas-base para abertura de negociações entre os gestores públicos e as categorias de servidores.

A audiência é interativa. Mais informações a seguir.

COMO ACOMPANHAR E PARTICIPAR

Participe:
http://bit.ly/audienciainterativa
Portal e-Cidadania:
www.senado.gov.br/ecidadania
Alô Senado (0800-612211)

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE: