Cardozo: Segurança pública e combate à corrupção serão prioridades do ministério

Da Redação | 01/01/2015, 14h08 - ATUALIZADO EM 01/01/2015, 14h14

Ao chegar ao Congresso para a posse da presidente Dilma Rousseff, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse que a segurança pública e o enfrentamento da corrupção vão continuar entre as prioridades de sua pasta. De acordo com Cardozo, a posição do governo é clara em garantir a autonomia das investigações e em apoiar o trabalho do Ministério Público e da Polícia Federal.

— A polícia vai atuar na mesma linha. Nos últimos anos construímos uma polícia que investiga doa a quem doer, independente do poder econômico ou político. O Ministério da Justiça vai continuar dando todas as condições para que a PF continue sendo uma polícia republicana — disse.

O ministro afirmou que  aqueles que cometeram atos ilícitos serão punidos, pois “assim é o que diz a lei e o que determina o estado de direito”. Cardozo elogiou as manifestações populares na Esplanada e demonstrou otimismo no quarto mandato presidencial do PT.

— Esperamos um país com menos desigualdades, com mais justiça e mais paz para todos os brasileiros — declarou.

Quem também demonstrou otimismo foi a senadora Ana Rita (PT-ES). A aliada do governo disse esperar que o segundo mandato de Dilma Rousseff seja marcado pelo fortalecimento das políticas públicas e por avanços sociais.

Ela reconheceu que dificuldades econômicas estão a caminho, mas elogiou a capacidade técnica da nova equipe econômica.

— A presidente está determinada a avançar nas políticas sociais. O povo que a elegeu vai contribuir também. Será um mandato vitorioso — disse.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE: