José Ivo Sartori (PMDB) é eleito no Rio Grande do Sul

Guilherme Oliveira | 26/10/2014, 17h40 - ATUALIZADO EM 26/10/2014, 21h36

Consolidando uma das mais surpreendentes viradas da campanha eleitoral de 2014, o candidato José Ivo Sartori, do PMDB, venceu a disputa com o candidato à reeleição Tarso Genro (PT) e está eleito para o governo do Rio Grande do Sul. Com 90% das urnas apuradas no estado, Sartori tem 61% dos votos válidos contra 39% de Genro.

No primeiro turno, Sartori havia obtido cerca de 2,5 milhões de votos e passou à segunda rodada bem à frente de Genro, com oito pontos percentuais de vantagem. O atual governador teve 2 milhões de votos no primeiro turno.

Sartori não era considerado favorito à disputa pelo cargo de governador dos gaúchos. Todas as pesquisas apontavam um confronto acirrado entre Genro e a senadora Ana Amélia (PP). O peemedebista deu a largada à campanha com menos de 10% de intenções de voto.

Subindo aos poucos até outubro, Sartori apareceu na última pesquisa antes do primeiro turno tecnicamente empatado com Ana Amélia no segundo lugar e sete pontos atrás de Genro. O resultado real das urnas apontou a vantagem, que se manteve nas pesquisas para o segundo turno.

Apesar de seu partido fazer parte da base de apoio da presidente Dilma Rousseff (PT), Sartori apoiou o candidato do PSDB, Aécio Neves, ao longo da campanha do segundo turno.

Com a eleição de Sartori, o Rio Grande do Sul mantém a curiosa marca de não ter reeleito nenhum de seus governadores desde a retomada das eleições diretas para os Executivos estaduais, em 1982.

O resultado também marca a volta do PMDB ao poder no estado. O partido teve três governadores gaúchos nas últimas décadas, mas estava fora do Palácio Piratini desde o fim do mandato de Germano Rigotto, em 2006.

Perfil

José Ivo Sartori tem 66 anos, é casado com a deputada estadual Maria Helena Sartori (PMDB) e tem dois filhos, Marcos e Carolina. É formado em Filosofia. Nasceu na Linha Amadeu, distrito de São Marcos, na serra gaúcha.

Aos 13 anos, quando fazia parte da juventude católica, mudou-se para Antônio Prado para integrar o movimento estudantil. Começou na política em 1976, quando foi eleito vereador de Caxias do Sul.

Também foi deputado estadual durante cinco mandatos consecutivos e chegou a presidir o parlamento gaúcho entre 1998 e 1999. Foi eleito deputado federal em 2002, dois anos antes de ser eleito prefeito de Caxias, cargo para o qual foi reeleito em 2008.

Confira todos os números da eleição no site do TSE

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE:
Eleições Eleições 2014