Bolsonaro recua e desiste da suspensão de salários por quatro meses

23/03/2020, 19h39

Após diversas críticas, o presidente da República, Jair Bolsonaro, decidiu revogar o artigo 18 da Medida Provisória (MP) 927/2020. Esse artigo permitia aos empregadores suspender o contrato de trabalho e o pagamento de salário por quatro meses. O vice-líder do governo no Senado, Chico Rodrigues (DEM-RR), considerou acertado o recuo. Ele também defendeu uma linha de crédito da Caixa Econômica Federal para que os micro e pequenos empresários possam garantir a manutenção de empregos e salários. Já o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) avisou que a medida provisória será cuidadosamente analisada para evitar perdas aos trabalhadores. Entre os outros artigos da MP estão os que pemitem antecipação de férias e adiamento do recolhimento do FGTS. Ouça o áudio com mais informações. As informações são da repórter Hérica Christian, da Rádio Senado.



Opções: Download


Senado Agora
18h44 Acordo com Banco Asiático: Senado aprovou Projeto de Decreto Legislativo 336/2020, que aprova acordo do Banco Asiático de Investimento em Infraestrutura. A matéria vai à promulgação.
18h38 Transferência de recursos para estados: O Senado adiou a votação do PLP 133/2020, que transfere recursos da União a estados e municípios por perdas com a Lei Kandir.
17h17 Salário-educação para pagamento de pessoal: Senado aprovou o Projeto de Lei 2.906/2020, que autoriza uso dos recursos do salário-educação para pagamento de pessoal durante o estado de calamidade. A matéria vai à Câmara dos Deputados.
Ver todas ›