MP pede US$ 300 milhões para famílias de vítimas do acidente da Chapecoense

12/02/2020, 11h53

O procurador da República em Chapecó (SC) Carlos Prola Júnior disse nessa terça-feira (11) na CPI do Acidente da Chapecoense que, a partir da atuação do Senado e das informações que foram colhidas por familiares das vítimas, foi possível ajuizar uma ação com a perspectiva de tutela dos interesses de consumidores. De acordo com o procurador, vítimas e familiares são protegidos pelo Código de Defesa do Consumidor. O pedido inicial, feito pelo Ministério Público Federal, é de uma condenação global de US$ 300 milhões para custear as indenizações a todas as famílias, já que esse é o valor previsto na apólice inicial da companhia aérea LaMia, empresa boliviana proprietária do avião que caiu em 2016 na Colômbia matando 71 pessoas. Da Rádio Senado, Pedro Pincer.



Opções: Download


Senado Agora
20h27 Transporte exclusivo para cuidadores: O Plenário aprovou substitutivo ao Projeto de Lei 2.178/2020, que prevê transporte exclusivo para cuidadores de pessoas com deficiência, de portadores de doenças raras e de idosos durante a pandemia. A matéria segue para a Câmara.
19h57 Dívidas rurais: O Plenário aprovou substitutivo ao Projeto de Lei 1.543/2020, que prorroga o vencimento de dívidas rurais de agricultores familiares. A matéria segue para a Câmara.
17h53 Cessão de leitos para o SUS: O Plenário aprovou substitutivo ao Projeto de Lei 2.324/2020, que obriga hospitais privados a ceder leitos desocupados para tratar pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) com a covid-19. A matéria segue para a Câmara.
Ver todas ›