Um ano após tragédia de Brumadinho, Ministério Público finaliza investigações

24/01/2020, 11h45

Neste sábado, 25 de janeiro, fará um ano que uma barragem na Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), se rompeu. O desastre causou a morte de 270 pessoas, além de deixar um rastro de devastação. Na terça-feira (21), o Ministério Público de Minas Gerais apresentou à Justiça denúncia na qual acusa 16 pessoas por homicídios dolosos duplamente qualificados e diversos crimes ambientais decorrentes do rompimento. As empresas Vale S.A. e Tüv Süd também foram denunciadas pelos mesmos crimes ambientais. O senador Carlos Viana (PSD-MG) elogiou o trabalho do MP e ressaltou a responsabilidade do Congresso para evitar novas tragédias. Viana foi relator da CPI de Brumadinho, instalada pelo Senado. Ouça a reportagem de Pedro Pincer, da Rádio Senado.



Opções: Download


Senado Agora
11h49 Cinema independente: A Comissão de Educação aprovou projeto que estende até 2024 incentivos fiscais para produções audiovisuais independentes. O PL 5.231/2019 segue para análise terminativa da CAE.
11h35 Alienação Parental: Comissão de Direitos Humanos aprova o Projeto de Lei do Senado 498/2018 que revoga a Lei de Alienação Parental (Lei 12.318, de 2010). Matéria segue para a CCJ.
11h34 Estatuto da Juventude: Comissão de Direitos Humanos aprova o Projeto de Lei 5.026/2019 que institui a Semana Nacional do Estatuto da Juventude. O projeto segue para a Comissão de Educação (CE).
Ver todas ›