Registro de medicamentos importados pode ser simplificado

26/02/2018, 19h36 - ATUALIZADO EM 26/02/2018, 19h38

Projeto (PLS 8/2018) que desburocratiza o registro de medicamentos e insumos farmacêuticos estrangeiros está em análise na Comissão de Assuntos Sociais (CAS). Para a autora da proposta, senadora Ana Amélia (PP-RS), as exigências feitas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tornam o procedimento lento e prejudicam a vida de pacientes que dependem de medicamentos importados. Ana Amélia ressaltou que a simplificação no registro não retira o rigor na avaliação da qualidade do produto. “A regulamentação precisa ser rigorosa, mas ela não precisa ser, necessariamente, burocratizada”, disse. Caso aprovada na CAS, a matéria segue direto para a Câmara dos Deputados. Informações com a repórter Marciana Alves, da Rádio Senado.



Opções: Download