Células-tronco, criminalização do funk e trabalho escravo foram debatidos na CDH

27/12/2017, 08h36 - ATUALIZADO EM 29/12/2017, 16h46

A Comissão de Diretos Humanos e Legislação Participativa (CDH) discutiu temas diversos nas audiências públicas realizadas em 2017. Estiveram em debate temas como, educação, saúde, trabalho, cultura e Justiça. Alguns dos assuntos mais polêmicos foram: pesquisas com células-tronco, a criminalização do funk, a portaria do trabalho escravo e a falta de recursos para custear o funcionamento das universidades públicas. A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) classificou como preocupante “a situação de penúria” que atingiu as universidades e institutos federais com falta de recursos até para pagar contas de água e luz. Confira o balanço das audiências públicas na CDH com a repórter Ana Beatriz Santos, da Rádio Senado.



Opções: Download