Comissão analisa projeto que permite acumular saldo de dados de internet móvel

31/07/2017, 15h11 - ATUALIZADO EM 31/07/2017, 16h17

Projeto que garante ao usuário dos serviços de telecomunicações o direito de acumular e usufruir, num período de dois meses, o saldo do volume de dados de sua conexão à internet em banda larga móvel não consumido no mês contratado está na pauta no Senado. O projeto (PLS 110/2017) tramita na Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC). Do senador Dário Berger (PMDB–SC), a proposta já foi aprovada na Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado (CCT), onde recebeu a emenda que restringe o direito de usar esse saldo. O relator na Comissão de Defesa do Consumidor, senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO), concordou com a alteração. Para Ataídes, a iniciativa devolve ao consumidor o que é dele.

Ouça os detalhes no áudio do repórter da Rádio Senado, Bruno Lourenço.



Opções: Download


Senado Agora
16h39 CPI da Pandemia: Após Reguffe (Podemos-DF) cobrar perspectiva de vacinação para cidadãos fora dos grupos de risco, ministro Queiroga respondeu que cumprimento do calendário prioritário já trará grande proteção da população como um todo.
16h39 Aulas presenciais: Aprovada a realização de sessão de debate para discutir a estratégia nacional para o retorno seguro às aulas presenciais e instruir a votação do PL 5.595/2020, que classifica a educação presencial como essencial.
16h36 Acordo com a Holanda: Aprovado acordo de cooperação entre Brasil e Holanda na área de serviços aéreos em relação à ilha caribenha de São Martinho. O PDL 569/2020 vai à promulgação.
Ver todas ›