Relatório da MP do ensino médio retoma obrigatoriedade de educação física e de artes

29/11/2016, 17h22 - ATUALIZADO EM 01/12/2016, 12h50

O relatório da Medida Provisória que reforma o ensino médio (MPV 746/2016) foi apresentado nesta terça-feira (29) à comissão mista encarregada de analisar o texto. O relator, senador Pedro Chaves (PSC-MS), reintroduziu a obrigatoriedade das aulas de educação física e de artes no currículo.

Chaves reconheceu que a falta de recursos dificulta a ampliação da carga horária do ensino médio das atuais 800 horas por ano para 1.400, como estabeleceu o texto do governo. Por isso, estipulou uma meta intermediária, de 1.000 horas por ano, com prazo máximo de cinco anos para ser atingida. Além disso, os estados receberão recursos para ajudar na ampliação da jornada escolar, por um prazo de dez anos, de acordo com o número de matrículas e com prioridade para escolas que atendem alunos de baixa renda.

A proposta volta a ser discutida nesta quarta-feira (30). Confira os detalhes do relatório na reportagem de Roberto Fragoso, da Rádio Senado.



Opções: Download