Adolescência e o despertar para o exercício da cidadania


Jussara Martins Rodrigues

Jussara Martins Rodrigues
  • Ano de participação: 2019
  • Cidade: Itumbiara - GO
  • Escola: CEPMG Dionária Rocha
  • Formação: Graduada em Letras – Português/ Inglês e respectivas literaturas. Graduanda em Geografia e Educação Física. Pós graduada em docência do ensino superior. Mestre em Geografia. Doutoranda em Geografia.
  • Representante na semana presencial, em Brasília: (Romes José Lopes)
  • Estudante finalista: Jamily Kelly A. Souza Silva
  • Redes Sociais:

Entrevista

Pergunta - Qual a sua experiência na área de educação? Há quantos anos leciona?

Resposta – Iniciei a prática docente no ano de 1999, sempre atuando como professora da área de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira uma vez que minha formação original é em Letras Português/Inglês e respectivas literaturas. Após a graduação cursei a pós-graduação também em docência e posteriormente o mestrado em Geografia – mestrado de área afim – que fez surgir a necessidade da segunda graduação. Desta feita curso hoje a segunda graduação em Geografia e, pela facilidade e afinidade com as diversas leituras que podemos fazer do espaço e de nosso corpo neste espaço, curso também Educação Física. Atuo, portanto, nas três áreas sempre com foco no ensino médio. Além do CEPMG ministro aulas no EJA também na rede estadual e possuo um canal no youtube onde publico vídeos sobre redação também com foco no ENEM.

P - Como foi a sua experiência em participar do Projeto Jovem Senador?

R – A coordenadora Andrea apresentou a proposta e como o tema já estava em discussão dentro da temática social e política dos textos voltados para o ENEM resolvi colocar a proposta para os alunos. Com a leitura dos textos os estudantes se sentiram engajados no debate e propus a produção do texto para o concurso, como forma de exercitar a escrita. Após a leitura das redações identifiquei o texto da Jamily como um texto de excelente potencial. A aluna ficou muito empenhada em participar.

P - Como trabalhou o tema na sala de aula?

R – Inicialmente discutíamos temas sociais e políticos em sala para a prova do ENEM. Quando a coordenação apresentou os textos do site dos Jovens Senadores percebi que esta discussão era pertinente ao que estávamos trabalhando e levei os textos e os questionamentos propostos no concurso para a sala de aula. Indagações acerca do papel do cidadão na elaboração de planos e propostas para o país foram propulsores do nosso debate.

P - O Projeto Jovem Senador contribuiu para a formação dos seus alunos?

R – Sim. De forma efetiva percebemos que os alunos despertaram a atenção para o papel do cidadão acerca não apenas das necessidades que o país tem, mas da real importância que cada um tem na tomada de decisões acerca da elaboração das diretrizes para um país melhor para todos. Eles conseguiram visualizar que as temáticas sociais, econômicas, políticas e ambientais são intercambiáveis e estão interligadas para a construção de um país melhor; além disso – e mais importante ainda – perceberam que não podemos ficar alheios ao que é feito com o dinheiro de nossos impostos.

P - Como foi o trabalho na escola e a repercussão da classificação de seu aluno para o projeto?

R – O trabalho na escola foi tranquilo, os alunos já vinham trabalhando a estrutura de redação há um tempo e ficaram muito à vontade para produzir. Quando surgiu a classificação nem acreditamos. Ficamos todos muito felizes e orgulhosos do desempenho de nossos alunos. Todos querem ser como nossa jovem senadora.

P - Com base em sua experiência de vida, deixe um conselho/dica para os seus alunos.

R – Leiam. Tudo que puderem. Aprendam. Tudo. Sempre. Em todos os lugares sempre há algo a aprender. Entendam que o conhecimento é uma coisa grandiosa que nunca ocupa espaço e se multiplica a medida em que o dividimos com as outras pessoas.

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 0 61 2211