Medeiros aponta explosão de violência no Brasil e compara situação à guerra da Síria

Da Redação e Da Rádio Senado | 11/09/2017, 16h32 - ATUALIZADO EM 11/09/2017, 17h21

O senador José Medeiros (Pode-MT) apontou nesta segunda-feira (11)em Plenário o aumento da violência no Brasil. Para ele, a escalada de violência é acompanhada pela ineficiência do Estado.

— Enquanto as tensões sociais se agudizam, o que acontece com o efetivo policial em nosso país? Continua insuficiente, precário, mal equipado, mal pago e mal apoiado.

Ele citou dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2016, que compara a situação do país à sangrenta guerra da Síria, que causou mais de 256 mil mortes entre março de 2011 e novembro de 2015. No mesmo período, 279.592 pessoas foram assassinadas no Brasil.

José Medeiros apontou ainda o o aumento da taxa de homícios. No Mato Grosso, cresceu 13,9%, passando de 32,4 por 100 mil habitantes em 2005 para 36,8 a cada 100 mil habitantes por ano. Segundo o senador, Mato Grosso o deixou de liderar a lista dos estados mais violentos não porque a paz lá se estabeleceu, mas porque a escalada do terror chegou com ainda mais intensidade a outras regiões do país.

— Atualmente, o Brasil inteiro está violento, está tão violento, e estão cada vez mais raras as ilhas de sossego e paz.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)