Comissão promove audiência sobre mudanças na legislação de licitações e contratos

Da Redação | 22/08/2016, 07h58 - ATUALIZADO EM 04/10/2016, 19h04

A Comissão Especial do Desenvolvimento Nacional promove audiência pública na quarta-feira (24), às 9h, para debater o projeto que modifica a legislação sobre licitações e contratos públicos (PLS 559/2013).

Para o debate, estão convidados o presidente do Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva, José Roberto Bernasconi, e o secretário extraordinário de Operações Especiais em Infraestrutura do Tribunal de Contas da União (TCU), Rafael Jardim Cavalcante.

O presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), José Tadeu da Silva, e o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção, José Carlos Rodrigues Martins, também estão entre os convidados. O gestor público Marcelo Bruto Correia da Costa, o presidente do Sindicato Nacional da Indústria da Construção Pesada (Sinicon), João Borba Filho, e o presidente da Federação de Seguros Gerais, João Francisco Borges da Costa, completam a lista de convidados.

Emendas

Na reunião da última quarta-feira (17), o senador José Aníbal (PSDB-SP) disse que licitações públicas são um tema complexo e apresentou o requerimento para a realização da audiência, após a apresentação do relatório sobre a matéria, a cargo do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE). A comissão decidiu que as emendas ao projeto poderão ser apresentadas até esta sexta-feira (26), ficando a votação final para a última quarta-feira de agosto (31). Se aprovado na comissão, o projeto seguirá para o Plenário do Senado.

O projeto nasceu na Comissão Temporária de Modernização da Lei de Licitações e Contratos. Segundo Bezerra, seu relatório não é uma simples consolidação das leis que já existem sobre licitação e temas afins. Entre as mudanças propostas, ele destacou a readequação do sistema de garantias, de maneira a autorizar o poder público a exigir contratação de seguro com cláusula de retomada. Em caso de rescisão unilateral do contrato, explicou o relator, a seguradora pode assumir a gestão do contrato e finalizar o objeto contratado.

A Comissão Especial do Desenvolvimento Nacional é a responsável pela Agenda Brasil – pauta apresentada pelo presidente do Senado, Renan Calheiros, com o objetivo de incentivar a retomada do crescimento econômico do país. O colegiado é presidido pelo senador Otto Alencar (PSD-BA).

Participação

A audiência será realizada em caráter interativo, com a possibilidade de participação popular. Críticas, sugestões e perguntas poderão ser feitas pelos canais de interação do Senado.

COMO ACOMPANHAR E PARTICIPAR

Participe:
http://bit.ly/audienciainterativa
Portal e-Cidadania:
www.senado.gov.br/ecidadania
Alô Senado (0800-612211)

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
17h27 Sessão extraordinária: após discurso de Renan Calheiros, o presidente Eunício Oliveira encerrou a sessão, convocando sessão extraordinária para às 19h30. A intenção é esperar o fim da votação da reforma trabalhista (PLC 38/2017) na CCJ.
17h12 Liderança do PMDB: senador Renan Calheiros anuncia em Plenário que está deixando a liderança do PMDB. Uma das justificativas foi o fato de o governo tratar o partido "como um departamento do Poder Executivo".
16h40 Reforma trabalhista: líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), lê na comissão carta do presidente Michel Temer se comprometendo a vetar pontos da reforma, caso ela seja aprovada no Senado.
Ver todas ›