Projeto que impede limite na internet fixa foi resposta à Anatel, afirma Ferraço

17/03/2017, 17h18 - ATUALIZADO EM 17/03/2017, 17h58

O Senado aprovou nesta semana o projeto do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) que proíbe as operadoras de internet de banda larga fixa de limitar a transmissão de dados de seus usuários (PLS 174/2016). Em entrevista à jornalista Hérica Christian, o senador admitiu que a proposta foi apresentada em resposta à sinalização da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) de que poderia autorizar o estabelecimento de limite nos pacotes de dados. Ferraço afirmou que a internet, atualmente, é um patrimônio coletivo, fundamental para a igualdade de oportunidades. Segundo ele, o projeto vem com o objetivo de deixar claro que, no Brasil, o acesso à internet é livre para todos. Ouça o áudio da Rádio Senado.



Opções: Download


Senado Agora
12h59 CPI Mista da JBS: Eunício Oliveira leu o requerimento do senador Ataídes Oliveira que pede a criação de uma CPI mista para investigar as irregularidades da empresa JBS em operações com o BNDES entre 2007 e 2016.
12h52 MP do FGTS: O Plenário aprovou a MP 763/2016, que permite o saque de contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) sem a carência de três anos exigida pela lei. A matéria vai à promulgação.
11h41 CRE: Comissão aprova proposta determinando que decisões de tribunais e organismos internacionais de direitos humanos, tratando sobre responsabilidades do Estado brasileiro, devem ser cumpridas imediatamente (PLS 220/2016).
Ver todas ›