Com o escândalo da carne, Ataídes quer proibir indicações políticas para cargos técnicos

20/03/2017, 09h40 - ATUALIZADO EM 20/03/2017, 13h52

O senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) anunciou, em entrevista nesta segunda-feira (20) à Rádio Senado, que apresentará um projeto de lei para proibir indicações políticas de partidos para cargos na administração pública que exijam qualificação técnica. Ataídes explicou que a ideia é evitar a repetição de situações como a investigada pela Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, que na última sexta-feira (17) trouxe à tona um esquema de liberação de venda de alimentos produzidos por frigoríficos sem a devida fiscalização sanitária. Fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) teriam recebido propina para liberar produtos como carne fora do prazo de validade e misturada com substâncias cancerígenas. O senador disse que o escândalo revelado pela Operação Carne Fraca deverá ser investigado pelo Senado. E afirmou que há um acordo para que a atual Comissão de Transparência e Governança Pública (CTG) receba as atribuições de fiscalização e controle e de defesa do consumidor. Segundo Ataídes, ele deverá ser o presidente da comissão. Ouça a entrevista ao jornalista Adriano Faria:



Opções: Download