Rede Equidade promove seminário sobre diversidade e inclusão — Rádio Senado
Inscrições

Rede Equidade promove seminário sobre diversidade e inclusão

Evento com três painéis, realizado por grupo de onze instituições públicas do três Poderes, está com inscrições abertas para participação presencial e on-line. O seminário será transmitido pelo canal do Superior Tribunal de Justiça no YouTube.

08/12/2022, 21h03 - ATUALIZADO EM 12/12/2022, 10h54
Duração de áudio: 01:48

Transcrição
A REDE EQUIDADE VAI REALIZAR NESTA SEGUNDA-FEIRA UM SEMINÁRIO COM REPRESENTANTES DE ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS E SERVIDORES PÚBLICOS PARA DEBATER DIVERSIDADE E INCLUSÃO. DIVERSOS ÓRGÃOS PÚBLICOS, ENTRE ELES O SENADO, PROMOVEM AÇÕES COM FOCO EM GÊNERO E RAÇA. MAIS DETALHES COM A REPÓRTER JANAÍNA ARAÚJO. Acontece nesta segunda-feira, dia 12, o 1º Seminário Direitos Humanos na Gestão Pública com o tema: Diversidade, equidade e inclusão. O evento, que será das 8h30 às 18h no auditório do Conselho da Justiça Federal, está com inscrições abertas para participação presencial e on-line. O seminário será realizado pela Rede Equidade, que é formada por onze instituições públicas dos poderes Executivo, Legislativo, Judiciário e o Ministério Público. Os órgãos buscam promover ações conjuntas de inclusão e diversidade, com foco em gênero e raça. Coordenadora da Rede Equidade pelo Senado, a servidora Maria Terezinha Nunes estará no primeiro painel do evento, sobre Boas práticas na gestão da diversidade, equidade e inclusão no setor público. Com experiência no Comitê de Promoção da Igualdade de Gênero e Raça do Senado, Maria Terezinha defende o debate de temas como o da violência contra a mulher nos órgãos públicos. Maria Terezinha - É aí que a gente vai trazer o tema a debate. Nós temos colegas de trabalho que já sofreram violência doméstica, nós temos colegas que sofreram assédio. Então as violências estão presentes, inclusive no mundo laboral, e é importante que a gente se sensibilize e busque debater o assunto. E é a partir dessa, cada vez mais, conjugação desses esforços é que a gente vai desnaturalizar que a violência doméstica, sim, tem que ser falada no âmbito do trabalho. Maria Terezinha estará no painel com a procuradora do Trabalho Ana Lúcia Gonzáles e o juiz Fábio Esteves, que venceu o Prêmio Desafio Lideranças Públicas Negras em 2021. O seminário contará com outros dois painéis e terá transmissão pelo canal do Superior Tribunal de Justiça no YouTube. Da Rádio Senado, Janaína Araújo

Ao Vivo

Não é usuário? Cadastre-se.

Ao vivo
00:0000:00