CCJ aprova indicações para o Conselho Nacional de Justiça — Rádio Senado
CCJ

CCJ aprova indicações para o Conselho Nacional de Justiça

As vagas do Senado, da Câmara e do Ministério Público no Conselho Nacional de Justiça estão próximas de serem preenchidas. As três indicações foram aprovadas nesta terça-feira pela Comissão de Constituição e Justiça e seguiram para o Plenário. Mais informações com o repórter Pedro Pincer.

15/12/2020, 12h26 - ATUALIZADO EM 15/12/2020, 12h26
Duração de áudio: 01:38
Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) ) se reúne em sistema semipresencial para sabatina de indicados para o cargo de defensor público-geral e para compor o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). 

Mesa: 
presidente da CCJ, senadora Simone Tebet (MDB-MS); 
senador Eduardo Braga (MDB-AM); 
senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE); 
indicado para compor o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), na vaga destinada ao Senado Federal, Luiz Fernando Bandeira de Mello Filho; 
indicado para exercer o cargo de defensor público-geral federal, Daniel de Macedo Alves Pereira. 

Foto: Pedro França/Agência Senado
Foto: Pedro França/Agência Senado

Transcrição
LOC: COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA APROVA NOMES PARA O CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. LOC: INDICAÇÕES AINDA PRECISAM SER APROVADAS PELO PLENÁRIO DO SENADO. O REPÓRTER PEDRO PINCER TEM OS DETALHES: (Repórter) As vagas do Senado, da Câmara e do Ministério Público no Conselho Nacional de Justiça deverão ser preenchidas nos próximos dias. As três indicações foram aprovadas nesta terça-feira pela Comissão de Constituição e Justíça. No lugar destinado ao Senado, deve assumir Luiz Fernando Bandeira, que já foi diretor-geral da Casa e atualmente é secretário-geral da Mesa. A indicação foi relatada pelo senador Weverton, do PDT do Maranhão. Bandeira antecipou a postura que pretende adotar como integrante do CNJ. (Luiz Fernando Bandeira) Uma postura crítica, uma postura de controle, uma postura que tende a trazer ao debate público questões que são muitas vezes controversas, questões que podem vir a ser inclusive polêmicas, mas que devem ser debatidas. (Repórter) O Ministério Público da União indicou o procurador regional da República Sidney Madruga para o assumir um lugar no conselho. O relator foi o senador Carlos Portinho, do PSD do Rio de Janeiro, que destacou o histórico profissional do indicado. (Carlos Portinho) Ele tem uma formação acadêmica realmente invejável e destaca-se por uma atuação muito honrosa à frente de questões eleitorais e de direitos humanos (Repórter) A vaga da Câmara pode ser ocupada por Mário Henrique Nunes Maia, que é advogado e faz mestrado em Gestão e Políticas Públicas na Universidade de Lisboa. O relator foi o senador Cid Gomes, do PDT do Ceará. As três indicações, feitas pela Presidência da República, seguiram para o Plenário.

Ao vivo
00:0000:00