Comissão debate alternativas sustentáveis de produção de energia — Rádio Senado

Comissão debate alternativas sustentáveis de produção de energia

LOC: ENERGIA, PARA QUE E COMO? ESSE FOI O TEMA DA AUDIÊNCIA PÚBLICA PROMOVIDA NESTA QUINTA FEIRA PELA SUBCOMISSÃO PERMANENTE DE ACOMPANHAMENTO DA RIO MAIS VINTE E DO REGIME INTERNACIONAL SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS. LOC: O SENADOR CRISTOVAM BUARQUE, DO PDT DO DISTRITO FEDERAL FOI O AUTOR DO REQUERIMENTO PARA OUVIR OS ESPECIALISTAS NO ASSUNTO. REPÓRTER PATRÍCIA NOVAES: A reunião faz parte do ciclo de audiências públicas que vem sendo realizadas pela subcomissão ligada à Comissão de Relações Exteriores. Segundo Cristovam Buarque, todos os Países estão em busca de propostas que reorientem o modelo de desenvolvimento dos últimos dois séculos e possam ser apresentadas na Rio Mais Vinte, a Conferência das Nações Unidas em Desenvolvimento Sustentável, que ocorre em junho de 2012, vinte anos depois da Rio 92, sobre Meio Ambiente. (Cristovam) ¿ O que aparentemente acontece é que os três itens do casamento que parecia perfeito entrou em crise: o progresso, a justiça social e a Democracia. O progresso está levando a uma desigualdade crescente. Para fazer justiça social nós vamos ter que mudar o tipo de progresso. (Patrícia) Um dos palestrantes ouvidos, o professor da COPPE, Neilton Fidelis da Silva afirmou que o Brasil vai ter uma grande dificuldade durante a Rio Mais Vinte: a de explicar o fato de uma grande parcela da população brasileira ainda não ter acesso à energia elétrica. (Neilton) ¿ Grande dificuldade que o Brasil terá para discutir na rio mais vinte, como a gente não conseguiu superar alguns desafios do século passado, de universalização da energia. Quer dizer, a busca por esse desenvolvimento social só é possível garantindo à sociedade aquilo que a sociedade elege como essencial. (Patrícia) - O consultor para Projetos de Energia Solar, João Carvalho de Deus falou sobre as vantagens desse modelo, o único, segundo ele, cem por cento limpo, abundante e renovável. Ele afirmou que o Brasil poderia adotá-lo com vantagens já que possui sol em abundância e não registra tempestades de areia, comuns em áreas desérticas. Ele falou sobre o potencial da energia solar. (João Carvalho) - 50 minutos de luz solar incidente sob a parte sólida da terra se fosse convertida em energia abasteceria toda a humanidade pelo período de um ano. Inclusive substituindo os veículos combustíveis por elétricos. Tamanho o potencial da energia solar. Isso agora está sendo traduzido de fato em energia elétrica. (Patrícia) ¿ Participaram ainda da audiência o coordenador do Programa Mudanças Climáticas e Energia do WWF, Carlos Rittl e Pedro Henrique Torres, coordenador da Campanha de Clima do Greenpeace. Da Rádio Senado, Patrícia Novaes.
09/06/2011, 09h20 - ATUALIZADO EM 09/06/2011, 09h20
Duração de áudio: 02:25
Ao vivo
00:0000:00