Comissão vai pedir informações sobre situação da ECT — Rádio Senado

Comissão vai pedir informações sobre situação da ECT

LOC: A COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SENADO VAI PEDIR AO MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES INFORMAÇÕES SOBRE A SITUAÇÃO DA EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS. 

LOC: O PEDIDO PARTIU DO SENADOR ANTONIO CARLOS JÚNIOR, COM BASE EM REPORTAGENS RECENTES QUE CITARAM UMA POSSÍVEL CRISE OPERACIONAL NA EMPRESA. MAS O SENADOR HELIO COSTA APRESENTOU DADOS QUE COLOCAM OS CORREIOS ENTRE AS EMPRESAS POSTAIS DE MELHOR DESEMPENHO NO MUNDO. AS INFORMAÇÕES COM A REPÓRTER NARA FERREIRA. 

TEC: A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, ECT, foi criada em 1969, como empresa pública vinculada ao Ministério das Comunicações. Antes, era uma autarquia federal, o então DCT. Preocupado com reportagens recentes que denunciaram uma possível crise administrativa nos Correios, o senador Antonio Carlos Junior, do Democratas da Bahia, chegou a apresentar um pedido para uma audiência pública. Mas optou por, antes, pedir ao Ministério das Comunicações dados sofre a atual situação da empresa. (ACM JUNIOR) Foi fartamente noticiado na impresna uma crise de gestão dos correios e telegrafos e com repercussão externas grandes, dai a motivação para apresentação desse requerimento... (REP) O ex-ministro das Comunicações, senador Hélio Costa, do PMDB mineiro, relatou que o serviço postal dos Estados Unidos, o maior do mundo, reduziu a sua força de trabalho em 10 por cento, no ano passado, devido aos prejuízos dos últimos anos. Já a ECT, segundo ele, aumentou o faturamento de 2008 para 2009 em 8,4 por cento, sem ajuste de tarifa. Hélio Costa, lembrou que os Correios são uma das instituições de maior credibilidade no País. (HELIO COSTA) Quando a imprensa lamentavelmente informa que existe uma crise operacional, tem que ver os números, qual é a crise operacional. (REP) Segundo a Constituição brasileira, a entrega de correspondência postal é de exclusividade da União, ou seja, vetada à iniciativa privada. Ao todo, são mais de cem produtos e serviços oferecidos pela ECT, entre eles o Sedex, de encomendas expressas. Mas a legislação prevê o monopólio somente nos serviços de carta, cartão postal, correspondência agrupada e telegrama, não no caso de entrega de encomendas, onde há forte concorrência, como lembrou o senador Hélio Costa. (HÉLIO COSTA) A cada dia os carteiros rodam dez vezes a distancia em torno da terra, esta é a empresa que lamentavelmente a gente não consegue ver nenhuma boa vontade na informação sobre o que é o que representa esta empresa que cobre todo o território nacional, dá lucro...todo o mundo quer o filé dos correios, quer entregar carta e volume no rio de janeiro, são paulo, brasilia e belo horizonte, mas ninguém quer entregar uma carta lá na floresta amazonica. está é a empresa brasileira de correios. (Rep) O senador Hélio Costa também destacou que a ECT tem 109 mil empregados e está presente em todos os municípios do Oaís, com unidades próprias ou franqueadas. 
08/07/2010, 01h35 - ATUALIZADO EM 08/07/2010, 01h35
Duração de áudio: 02:32
Ao Vivo

Não é usuário? Cadastre-se.

Ao vivo
00:0000:00